Reunião na Onu sobre os ovnis


Encontro secreto para discutir aparições pelo mundo.


No dia 12 de fevereiro, ocorreu uma reunião secreta em Nova York, no prédio da Organização das Nações Unidas, para tratar das seguidas aparições de ovnis em vários países.

Segundo fontes do site Exopolitics.org, diversos países estão preocupados com o crescente número de avistamentos de objetos voadores não identificados. A crença geral é que algo grave está acontecendo.

Exopolítica é uma nova disciplina, que estuda formas de lidar com a comprovação de vida e inteligência extraterrestre de uma forma ampla, e a discussão desses temas em todos os níveis de nossa sociedade.

A fonte trabalha no corpo diplomático, e teve que viajar as pressas para participar da citada reunião, que teria ocorrido de manhã cedo. O informante disse ter levantado as 6 da manhã a fim de participar da reunião as 8, o que é altamente incomum, e esse tipo de coisa só acontece na ONU diante de questões da maior gravidade. O homem afirmou que existe um grupo secreto de trabalho para a questão dos ovnis, e que foi autorizada a divulgação crescente de informações para o público em geral, em preparação para o que está por vir.

A data de 2013 teria sido fixada como o prazo máximo no qual as informações sobre os extraterrestes serão integralmente liberadas, ou que os próprios alienígenas poderão se mostrar sem qualquer ambiguidade.

A fonte afirma que a preparação para esses extraordinários eventos se dará pela gradual abertura dos arquivos secretos, e que tudo envolve alienígenas que não representam ameaça para nosso mundo.

De fato, diversos eventos ao redor do mundo, relacionados a ovnis, ocorreram recentemente. Houve um grande debate há alguns meses no Japão, sobre a forma mais adequada de tratar da questão de extraterrestes aparecendo nos céus daquele país, debate esse capitaneado pelo próprio ministro da defesa.

Houve recentemente um muito comentado caso de avistamento e filmagem de ovnis no Texas, EUA, e claro, o Caso Riolândia, sendo estudado pela revista Ufo e divulgado aqui mesmo na seção Beyond do Aumanack.

Diversas nações estão desenvolvendo políticas públicas sobre como responder a uma chegada indiscutível e inegável de alienígenas.

A França recentemente disponibilizou seus arquivos ufológicos na Internet, atitude seguida pelo governo inglês. Aqui na América do Sul o Chile tem há vários anos uma comissão mista, formada por militares e pesquisadores civis, para analisar os casos. E aqui no Brasil pretende-se que seja criada uma comissão semelhante, pleito da Comissão Brasileira de Ufólogos junto ao governo brasileiro sob a campanha Ufos, Liberdade de Informação Já, da revista Ufo.

Esse informante disse que é bem provável que parlamentares de países ao redor do mundo passem a receber informações a respeito dos extraterrestres, com o fim de criar políticas de preparação para a sociedade em geral. Proeminentes figuras da mídia igualmente deverão ser chamadas a apresentar mais programas sobre a questão, como no recente programa do apresentador Larry King que tratou do tema.

Outra questão é a liberação de informações sobre tecnologias secretas como a da antigravidade, que tem sido mantidas ocultas do público nas últimas décadas.

A preparação incluiria cuidados para evitar o pânico em massa, já que é esperado um aumento nos números de suicídios, visto que as pessoas serão confrontadas com fatos que abalarão profundamente suas mais profundas crenças. Igualmente o mundo científico verá muitos de seus postulados simplesmente cair por terra diante das espantosas revelações.

Uma contagem regressiva já estaria em andamento, até a data limite de 2013, e o processo de preparação irá se acelerar a partir de agora, acompanhando o número crescente de avistamentos de ovnis, forçando governos a fazer declarações públicas a respeito deles e da vida extraterrestre.

A fonte afirmou que pertence ao grupo de trabalho ufológico, cuja tarefa é liberar informações a certos setores da sociedade, incluindo os ufólogos. Disse que a reunião do dia 12 de fevereiro foi para acalmar certas nações muito preocupadas com os avistamentos de naves, especialmente a Rússia. O homem disse que o staff do atual presidente americano George Bush, os chamados neoconservadores, está preocupado em ser deixado para fora dos acontecimentos, quando o presidente entregar o cargo.

O informante ainda comentou que os avistamentos ao redor do mundo não são do tipo Independente Day, aludindo ao ufanista filme de 1996, pois as naves nem de longe são tão grandes, e que quando realizado, o contato oficial não terá qualquer ambiguidade.

O informante afirmou que o aumento do número de suicídios será uma comprovação de que as coisas estão esquentando, e novamente enfatizou a data limite de 2013.

A globalização seria um esforço para a criação de uma única entidade para representar a Terra, quando for necessário conversações com uma entidade do tipo de uma Federação Galactica.

A maneira como a fonte aproximou-se e apresentou as informações a dois colaboradores da organização Exopolitics comprova que os ufólogos serão usados no esforço de preparação da sociedade mundial para o contato.

Então, o que vimos no extraordinário episódio Anasasi de Arquivo-X, o grupo secreto tratando da questão alienígena dentro da ONU, pode não estar assim tão distante da realidade. Talvez nem mesmo a data, lembrando que é um ano além do 2012 estabelecido na mitologia de Chris Carter para a tomada do planeta pelos extraterrestres.

Pelas informações, parece que felizmente a hipótese de Carl Sagan, sempre ele, no sentido de os extraterrestres serem benevolentes, é que estava certa. Aguardemos pois o contato final!

Adicione seu comentário


Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *