Artigo: Os Muitos Carros do Batman

5512221428_fe5a0cf4d5_b

Recentemente, o site Nerd Approved causou furor na comunidade nerd e quadrinhística ao publicar uma enorme e sensacional imagem, mostrando os 70 anos da evolução do carro mais extraordinário dos quadrinhos: o Batmóvel! Percebendo o número de carros verdadeiros que inspiraram o veículo preferido do Morcego, nada mais evidente para nós do Aumanack que organizar um breve histórico com essas máquinas incríveis.

 

1944 Studebaker
Em 1944, caso vocês não saibam, toda a produção automobilística americana havia cessado há tempos, a fim de que a indústria pudesse auxiliar no esforço de guerra. Pesquisando, descobrimos que o modelo Studebaker que mais se aproxima do que vemos na imagem do Nerd Approved é o President, de 1941. A marca Studebaker produzia vagões de trens, tendo sido fundada em 1852, e mudou para a produção automobilística em 1902.
O nome President era usado pela marca desde 1926, e entre os anos 20 e 30 a Studebaker obteve vários recordes de velocidade em terra. O modelo conciliava luxo e desempenho, com um grande motor de oito cilindros em linha. O Studebaker President Skyway Sedan Coupe era o top de linha, e existem hoje somente seis exemplares.

1950 Cadillac
Aparentemente este Batmóvel foi inspirado no Cadillac 62 De Ville Le Mans Coupe, de 1950, utilizado na prova das 24 Horas de Le Mans daquele ano. A “barca” americana conseguiu um impressionante décimo lugar, movida evidentemente pelo tradicional “v-oitão”. A marca, parte do império da General Motors, sempre aliou desempenho e luxo, e naqueles tempos dos famosos “rabo-de-peixe’, nada mais adequado para o justiceiro de Gothan.

1958 Chrysler 300
O número 300 é tão importante para a Chrysler que existe um modelo atual inspirado nesse ícone, o primeiro carro americano a ter 300 HP de potência. O motor, o tradicional V-8 americano, tinha o nome Hemi, relacionado a câmaras de combustão hemisféricas, que se traduzem por melhor queima da mistura ar e combustível, com maior potência. E de novo o estilo típico da época tinha tudo a ver para que se tornasse um Batmóvel!

1964 Porsche 356
Embora a legenda do Nerd Approved nos diga que seja um Porsche 356, o conversível que vemos se parece mais com um 550 Spyder. Falemos dos dois, então! O 356 foi o primeiro Porsche de larga produção, exportado aos milhares para o mercado americano, onde fez muito sucesso na terra dos carrões. Foi projetado pelo gênio Ferdinand Porsche no final dos anos 1940, aproximadamente como um Fusca esporte de dois lugares. De fato, seu pequeno motor 4 cilindros opostos, refrigerado a ar, era praticamente igual ao do Fusca. Réplicas do modelo fazem muito sucesso em todo o mundo, inclusive no Brasil.
Já o 550, o modelo que mais se aproxima da imagem, é mais antigo, apresentado como carro esporte de corrida em 1953. Muitos devem estar reconhecendo-o como o carro onde morreu James Dean, e que rendeu inclusive um ótimo episódio de Supernatural. Ao contrário do 356 com seu motor traseiro, o 550 tinha motor central, também 4 cilindros refrigerado a ar, e era o terror das corridas na época, ganhando das Maseratti e Ferrari com motores que eram o dobro ou mais do pequeno e veloz Porsche. Sem dúvida uma escolha adequada de Batman!

1966 Lincoln Futura
Sem sombra de dúvida, o mais popular, lembrado e celebrado Batmóvel de todos os tempos! Podemos ter todas as reservas a respeito da série Batman dos anos 1960, mas inegavelmente ela deu sua contribuição para popularizar o Morcego, apesar da bat-dança, das onomatopéias e outras coisas mais.
O Lincoln Futura era o que hoje chamamos de concept car, um estudo da Lincoln, marca ligada a Ford, que foi muito bem aproveitado quando chegou o momento de criar o mais icônico dos Batmóveis. Mesmo antes de ser associado ao herói, o Futura já era considerado o mais espetacular carro conceito da marca. Construído pelo famoso estúdio de design Ghia, em Turim, Itália, o carro estreou nos salões em 1955, fazendo um sucesso tremendo a partir de então. Vários de seus componentes, como faróis, lanternas e o rabo-de-peixe, passaram a ser introduzidos nos carros de linha. Além disso, projetistas da GM usaram alguns de seus traços em carros como o Corvette Sting Ray de 1963.
Eventualmente, o Futura foi parar nas mãos do entusiasta e customizador George Barris. Anos depois, ele foi procurado para criar o Batmóvel da série de TV que estreou em 1966. Barris contratou o designer Dean Jeffries para a tarefa, e depois de algumas idéias mal sucedidas, eles voltaram-se para o Futura. Além do modelo original, mais cinco foram construídos para promover o show, e até hoje vemos a influência do Lincoln Futura nos carros do Cavaleiro das Trevas!

1966 Jaguar XKE
Ícone da indústria de automóveis britânica, o Jaguar XKE, ou E-Type, é até hoje considerado um dos mais belos esportivos de todos os tempos, e seus exemplares são disputados quase a tapa nos leilões. Inspirado no legendário D-Type, modelo de corrida que dominou as 24 Horas de Le Mans nos anos 1950, o E-Type era um carro até bem acessível nos anos 1960, contribuindo para fazer da Jaguar uma das marcas mais celebradas da indústria mundial. Lançado em 1961 com o tradicional motor seis cilindros em linha, fez imenso sucesso até sua aposentadoria em 1975, quando também tinha a opção de motor V-12. Certamente um dos Batmóveis mais chiques e nobres! O Morcego, como pode ser conferido na imagem do Nerd Approved, retornou ao Jaguar XKE em 1974.

1970-1972 Corvette
Outro ícone, agora da indústria americana, o Corvette foi lançado em 1953, e está em produção até hoje, já tendo passado por várias gerações sempre mais aperfeiçoadas. Sucesso nas ruas e nas pistas, foi o único carro esporte americano a rivalizar com os europeus até o advento do Dodge Viper. A geração de 1970 a 1972 é uma das mais bonitas (o atual, convenhamos, é bem sem graça e nada original), inspirada no protótipo Mako Shark (mako é uma agressiva espécie de tubarão). Nada mais natural que inspirar um Batmóvel, portanto. Em 1987 e 2010, o modelo voltou a ser usado pelo Morcego.

1973 Ford Mustang
O Mustang foi lançado como carro esporte barato em 1964, fazendo enorme sucesso. Como é habitual na indústria, cada nova geração do carro crescia em tamanho e potência, chegando ao ápice com o modelo 1973. Havia a opção Mach 1, com aerofólio e motores mais potentes (como o Corvette acima, o Mustang começou com um seis em linha, mas depois só recebeu V-8). Esse modelo 1973 representa na verdade a morte do Mustang original, pois nesse ano estourou a primeira crise do petróleo, decretando o final da linha para os famosos muscle cars americanos, que andavam muito, mas consumiam mais ainda. Claro que Bruce Wayne não deveria ter esse problema.

1973 Porsche 904
O Porsche 904 era um carro esporte de corrida produzido pela fábrica alemã entre 1964 e 1965. Um cupê com motor central, fez sucesso tremendo nas pistas, mais um dos modelos que contribuíram para fazer a fama da Porsche nas provas de longa duração. O regulamento exigia um mínimo de produção de versões para as ruas, e 104 desses foram produzidos. O motor era um 4 cilindros opostos, refrigerado a ar, já com quase nada a ver com o motor do Fusca, pois tinha 2 litros de capacidade, e desenvolvia quase 200 cavalos. Um carro pequeno e veloz, bom para perseguir malfeitores nas ruas de Gothan City!

1977 Ligier JS2
A Ligier é uma fábrica francesa que teve sucesso entre os anos 1970 e 1980 na F-1. O que pouca gente sabe é que também se dedicou aos carros esporte, fazendo tanto veículos para as pistas quanto para as ruas. O JS2 foi lançado em 1971, inicialmente com um motor Ford V-6, e depois com um Maseratti V-6. Houve uma versão de pista, equipada com o mesmo famoso Ford Cosworth V-8 que fazia sucesso na F-1 da época, participando das 24 Horas de Le Mans.

1987 DeTomaso Pantera
Alejandro De Tomaso era um piloto argentino que teve a idéia de juntar a excelência européia em chassi e desenho, com a potência do famoso Ford V-8 americano. O resultado foi o clássico DeTomaso Pantera, que foi produzido com pouquíssimas alterações entre os anos 1970 e 1990. Aqui no Brasil também se pode ver de vez em quando algum exemplar desse belo carro.

Extra: carros que poderiam ter inspirado o Batmóvel
Para quem curte carros e quadrinhos, nada mais interessante que imaginar como ficaria o Batmóvel, inspirado por outros carros. Escolhemos quatro modelos bem interessantes!

Chrysler Turbine
Em 1963 a Chrysler construiu 50 exemplares desse protótipo, movido a turbina, sendo a fabricante que mais investiu para tentar adaptar esse tipo de motor aos carros. Eram macios, silenciosos e andavam muito bem, mas gastavam muito, e a maioria foi desmantelada depois de rodar muitos milhares de quilômetros nas mãos de clientes selecionados pela empresa. Alguns estão em mãos de particulares, como o apresentador Jay Leno.

Porsche 917
Considerado por alguns, incluindo este co-editor, como o maior e mais espetacular carro de corrida já construído, não há entusiasta de corridas que não delire a simples menção desses três números. Entre 1966 e 1971, as corridas do saudoso Campeonato Mundial de Marcas, como o nome diz, eram o máximo para os fabricantes de automóveis. A F-1 era uma competição para pequenos fabricantes artesanais, até que a máfia que a controla (talvez tenhamos aí mais um trabalho para o Cavaleiro das Trevas…), começasse a impor suas vontades. O Porsche 917, que dominou o circuito entre 1970 e 1971, foi o ápice da categoria, com seu motor de 12 cilindros opostos refrigerado a ar, de 600 HP de potência.
Ele humilhou a Ferrari nas 24 Horas de Le Mans e outras pistas, e já atingia 380 km/h na longa reta Mulsanne de 5 km de extensão. E com a vitória na edição 1971 de Le Mans, ele ainda detém o recorde da prova de 24 Horas mais veloz de todos os tempos. Nas configurações de cauda curta ou longa, bem que Batman poderia usar um desses!

Lamborghini LM 002
Na sensacional cronologia do Nerd Approved, vemos alguns bat-carros com indisfarçável vocação off-road. Temos o extraordinário Tumbler construído para o primeiro verdadeiro filme do Morcego, Batman Begins! E obviamente não poderíamos deixar de lado o maravilhoso Tanque de O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller!
Mas para Batman ter um carro verdadeiramente capaz de trafegar em todo terreno, escolhemos como sugestão o mais espetacular jipe de todos os tempos, o Lamborghini LM 002! Construído entre 1986 e 1993 em somente 301 exemplares, esses caríssimos e muito velozes veículos eram o máximo de luxo, tanto que muitos foram parar na mão de xeques árabes. O motor era o mesmo V-12 do modelo Countach, o mais insano e maravilhoso supercarro já construído, e ficamos aqui pensando como seria legal ver um deles transformado em Batmóvel!

Panoz GTR-1
É só olhar para o extraordinário Panoz, e fica óbvio porque ele recebeu o apelido de… Batmóvel! Construído para o campeonato FIA GT de 1997, cujo regulamento liberal chamava de GT (grã-turismo, carros necessariamente de rua), quase qualquer esporte-protótipo exclusivamente de pista (já falaremos do único Mercedes entre os Batmóveis), o Panoz GTR-1 era um exemplo típico dessa época, com a notável exceção de ter um motor central dianteiro, ao contrário do central traseiro de quase todo carro genuinamente de pista, incluindo os F-1.
O modelo correu nessa classe entre 1997 e 1999, sendo substituído por uma versão sem capota, o LMP Spyder, que seguia o regulamento da classe de esporte-protótipo. O GTR-1, movido por um motorzão Ford V-8 com um ronco inconfundível,  teve um único exemplar construído como carro de rua para ser homologado, e com certeza daria um Batmóvel espetacular!
Agora voltamos a analisar os carros apresentados na cronologia do Nerd Approved!

2004 Mercedes-Benz CLK-GTR
Da mesma forma que o Panoz, o CLK-GTR foi construído pela Mercedes para participar do FIA GT. Construído em apenas 127 dias, o carro acabou vencendo o campeonato de 1997, movido por um belo V-12. Para homologação, foram construídos entre 1998 e 1999 pela AMG, a preparadora oficial da Mercedes, 25 exemplares para venda, pelo módico preço de um milhão de dólares cada. A Mercedes começou o campeonato de 1998 com o CLK-GTR, depois substituído pelo CLK-LM, mais aerodinâmico e com motor V-8, com o qual foram campeões o alemão Klaus Ludwig e o brasileiro Ricardo Zonta, exatamente no dia da famigerada final da Copa do Mundo de 1998. Um brasileiro campeão mundial, pergunta se alguém noticiou aqui?

2004 TVR Speed 12
Carro conceito apresentado pela fabricante inglesa TVR, o Cerbera Speed 12 foi concebido para a mesma classe GT1 do Panoz e do Mercedes CLK-GTR. Mas mudanças nos regulamentos, mais a excessiva potência de seu motor V-12, cerca de 800 HP e que o levavam a nada menos de 390 km/h, forçaram a interrupção do projeto. Bom, Bruce Wayne deve ter se interessado, então…

2005 Dodge Viper
O Dodge Viper começou sua vitoriosa trajetória como carro conceito em 1989, e desde então tornou-se uma lenda da indústria americana, vencendo até corridas como as 24 Horas de Le Mans na classe GT. Construído nas versões cupê e conversível, era o típico carro esporte americano, com uma frente enorme abrigando um colossal motor V-10 de oito litros (ou seja, oito carros populares de 1,0 litro juntos!), capaz de 500 HP ou mais, tendo abocanhado até mesmo parte da popularidade do Corvette. Graças a crise financeira, a Chrysler, dona da marca Dodge, chegou a anunciar o lamentável fim desse carro espetacular em 2009, mas a produção acabou prosseguindo, e aguarda-se uma nova geração do Viper para 2012. Belo Batmóvel, esse!

2005 Opel Speedster
Típico carro esporte do Novo Milênio, o Speedster é um pequeno esportivo com motor central 2,2 litros e 4 cilindros, para dois ocupantes e que segue a filosofia do carro esporte inglês pequeno, simples e barato, ideal para as estradas cheias de curvas da Europa. É um dos poucos carros de série com estrutura em alumínio, e foi baseado no Lotus Elise. A produção de várias versões durou de 2000 a 2005.

2006 Ford GT 90
Esse carro conceito foi apresentado em 1995 (esteve inclusive em uma edição do Salão do Automóvel no Anhembi), e seu nome evoca o legendário e belíssimo Ford GT 40, que também humilhou a Ferrari em Le Mans nos anos 1960. O GT 40 inspirou o atual Ford GT que corre na classe GT3 (inclusive no Brasil), mas se a opinião deste co-editor pode ser aqui exprimida, sempre achei o GT 90 uma aberração automobilística.
Enfim, o modelo usava e abusava do design chamado pela fabricante de “edge”, cheio de vincos e arestas. O motor era um dos raros V-12 fabricados pela Ford, com 4 turbos, e com certeza sua versão Batmóvel é bem mais apresentável, não acham?

2008 Lamborghini Reventon
Voltamos finalmente a um carro de estirpe, estilo, e totalmente alucinante como costumam ser os Lamborghini! O Reventon foi produzido em somente 20 exemplares, baseado no Murcielago (todo Lamborghini tem nome de touro, aliás), e por um milhão de euros você poderia ter um na garagem. Com fibra de carbono na carroceria e estrutura, painel digital, tração nas 4 rodas, o magnífico V-12 da Lamborghini com 6,5 litros despejando 640 HP… precisa bem pouco para ser transformado em Batmóvel, hein? O Reventon, que também teve uma versão Roadster sem capota, ainda inspirou o novo top de linha da marca de Santa Agata, o recém lançado Aventador.

2009 Mazda Furai
O último carro real a inspirar um Batmóvel é talvez um dos mais bonitos! O Furai foi apresentado em 2007 e é um carro conceito de corrida totalmente funcional. Ele exibe o número 55, pois esse foi o número usado por outro Mazda, o protótipo 787B que é até hoje o único carro japonês a vencer as 24 Horas de Le Mans, em 1991. O Furai (som do vento, em japonês) usa o chassi do protótipo Courage C65, e um motor rotativo Wankel com 3 rotores alimentado por etanol, produzindo 450 HP. A Mazda é a única empresa no mundo a vender carros com esse tipo de motor, embora o Wankel siga sendo pesquisado por outras marcas. Não se sabe se o Furai pode realmente vir a participar de corridas, ou até mesmo se tornar um carro de produção, mas sem dúvida é um dos mais belos da lista!

Estão aqui, então, alguns dos carros que inspiraram os artistas na criação de várias gerações do Batmóvel. Convidamos o leitor a procurar mais galerias além da que apresentamos aqui no Aumanack, e também vídeos no You Tube. Destes, recomendamos o do Chrysler Turbine, o do Mazda Furai, e até existe um do Lamborghini Reventon derrotando um caça Tornado! Além disso alguns deles, como o Furai e o Reventon, são produzidos em miniatura pela Hot Wheels e outras marcas, então vale uma visita a sua loja preferida!
E é por isso, entre muitos outros motivos, que o Batmóvel se tornou muito mais que simplesmente o carro do Batman, sendo hoje um personagem essencial nas histórias do Cavaleiro das Trevas!

 

Powered by flickr embed.

 

 

[author] [author_image timthumb=’on’]http://www.aumanack.etc.br/wp-content/uploads/2014/11/RenatoAzevedo.jpg[/author_image] [author_info]

Por:   Renato Azevedo http://escritorcomr.blog.uol.com.br http://www.ufo.com.br/blog/renatoazevedo

[/author_info] [/author]

Artigos relacionados

Crítica: Lego Batman – O Filme O Coringa, para variar, rouba todas as cenas Quando criança eu "batia altos papos" com os meus brinquedos, é uma pena que com o passar dos anos...
Batman versus superman | Vídeo mostra surpreendent... Não há como negar que Zack Snyder foi extremamente meticuloso em criar e dirigir esta cena. Realmente uma das mais espetaculares que já vi. Ponto ...
The Batman | Mais atrasos com roteiro sendo refeit... Já foi reportado anteriormente que The Batman sofrerá atrasos em sua produção após o diretor Matt Reeves noticiar que está trabalhando em outro fi...
Novo conceito de arte revela outra versão de Dooms... O novo conceito de arte de Vance Kovacs (Thor, Homens de Preto 3) mostra alguns detalhes diferentes e uma forma muito mais grotesca da abominação ...
Lego Batman chega no McDonalds A próxima campanha do McLanche Feliz estará disponível em todos os restaurantes do país a partir do dia 1º de fevereiro. E o clima de aventura...

Adicione seu comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta