Os super heróis são invencíveis? Saiba como esta rotina heróica pode destruir o corpo humano

Heróis, quem quer ser herói? Quem nunca brincou de ser um herói? Colocar uma capa e sair por aí salvando o mundo? Mas pensou nas consequências?

Nossa colaboradora, Ana Novo, fisioterapeuta e nerd, pensou! Entre nessa brincadeira conosco!

Como um Super Herói aguenta tanta porrada, nós já podemos imaginar. Mas, como um homem aguentaria isso? Bom, a resposta é simples. Não aguentaria. Lutar contra vários inimigos ao mesmo tempo, levando socos, chutes, chegando ao limite da exaustão, cair de prédios e alturas imensas…só imagino na ficção. Por isso, é impossível não pensar em um elo entre a fantasia e a realidade.

Tudo bem, eu sei que é bem mais legal imaginar nossos personagens como seres invencíveis. Mas, e se pensássemos como isso seria no mundo real? O que seria de nós, reles mortais, brincando de salvar o mundo todos os dias? Um Super Herói que cativa é justamente o que passa a imagem de homem comum dotado de força extraordinária. Mas ser espancado até a “quase morte” não é para um homem comum. Não é para um “quase Batman”. Vamos lá, o que mais se vê em brigas “Super Heróicas”? Começarei pelo básico. Socos e chutes de força brutal.

24698810559_7f7a4ef4ca_k
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Tumblr

 

Um golpe no tórax, por exemplo, pode acarretar em várias consequências. A pior delas seria a fratura de costela, e, dependendo da dimensão desta, a perfuração de pulmão. Pneumotórax Traumático, como é conhecido esse tipo de lesão, é o acúmulo anormal de ar entre o pulmão e a pleura (membrana que reveste internamente o tórax). Esse acúmulo de ar comprime o pulmão, causando imediata dificuldade para respirar.

Quando o Pneumotórax é grande, alterações maiores podem ocorrer, como diminuição de batimentos cardíacos e consequente chance de morte. Sim, não é fácil ser Super.

Não é fácil ser herói. Mas isso é só o começo. Um golpe bem dado na região abdominal pode causar grandes estragos também. Trauma Abdominal Fechado, é o nome dado para qualquer impacto ou força de forma direta no abdômen. Nela, podem ocorrer lesões ósseas e viscerais (órgãos), como baço, fígado, intestino, bexiga, rins, diafragma e pâncreas. Nesses casos, a hemorragia pode ser a evolução mais óbvia, com novamente risco de morte.

É, pensar nisso faz as surras que você levou no colégio parecerem brincadeira de criança. Imagina só, ser jogado de uma altura exorbitante.

Na melhor das hipóteses, fratura de todos os ossos do corpo. Na pior, óbito. E quando vemos nossos amados Super Heróis sendo arremessados à parede ou algum obstáculo sólido, colidindo seu crânio com essa superfície rígida, e eles simplesmente se levantam, dando aquele sorriso de canto de boca, e seguem em frente. Legal, não é? Pois é, não é assim na vida real.Traumatismo Cranioencefálico, é o nome dado à agressão ao cérebro, seja por quedas, impactos, ou espancamentos. Dele, podem resultar comprometimentos sérios, como injúria das habilidades cognitivas, físicas e comportamentais.

Tem como principais consequências a hipóxia (diminuição ou falta de oxigênio), queda da pressão sanguínea, e rebaixamento do nível de consciência. Pessoas (normais, claro) submetidas ao Traumatismo grave, evoluem com alto risco de sequelas permanentes, e até ao óbito. Cenas em que há golpes desferidos na região vertebral me dão calafrios.

Traumatismo Raquimedular , é o nome dado à lesão da coluna vertebral, e esta por sua vez, é justamente a proteção da nossa amada medula. A medula é a responsável pela condução de todos os nossos estímulos nervosos.

Quanto maior a lesão, maior o acometimento neurológico e motor. Dependendo da região (cervical, torácica, lombar e sacral), maior injúria motora e sensitiva também. E claro, não poderia faltar a possibilidade de morte. Isso tudo sem falar de tantas outras lesões possíveis em uma “super briga”. Ou seja, somente com força “sobre-humana” para aguentar tanta exposição ao perigo, e um coração heróico para viver com tanta adrenalina. Mas é claro, tudo isso é só suposição.

Quem seria doido de enfrentar tantos riscos assim, só para salvar o mundo?

Artigos relacionados

Cinemark e Omelete trazem o Homem-Morcego e seu fi... O INÉDITO “BATMAN: O RETORNO DA DUPLA DINÂMICA” SERÁ APRESENTADO COM EXCLUIVIDADE EM 30 CIDADES NO DIA 10 DE OUTUBRO Três meses depois da exibição ...
Batman | Personagem faz 77 anos Este ano Batman faz 75 anos e para comemorar teremos algumas histórias e curiosidades desse anti-super heróis da DC. Ele foi apresentado ao...
O contador | É destaque no festival do Rio 2016 Dirigido por Gavin O’Connor e com Ben Affleck, Anna Kendrick e J.K Simmons no elenco, o filme estreia em 20 de outubro no Brasil   ...
O nascimento da Liga da Justiça é destaque na WARN... São Paulo, 17 de fevereiro de 2016 - Esse ano é da DC Comics. Depois do sucesso das séries Arrow, Flash, Gotham e Supergirl, os heróis e vilõe...
Por que BvS é melhor que Guerra Civil, ou o contrá... Heis a guerra filosófica do século! Direto ao assunto. Dizer que o fã busca referências no cinema como acontece em Batman vs Superman é uma ver...

Adicione seu comentário

Powered by Facebook Comments

Author: Alan Uemura

Criador do site Aumanack e de outras coisinhas, anda sumido como toda celebridade mas ainda curte um cineminha

Share This Post On

Pin It on Pinterest

Curta!

Gostou? Compartilhe na sua rede social preferida!

Curta a nossa página

CLIQUE AQUI