Os últimos dias no Deserto | Ewan McGregor é Jesus no filme que estreia esta semana


LDD_00382FD.psd
LDD_00382FD.psd

Livremente baseado no Novo Testamento, Jesus Cristo (Ewan McGregor) viaja sozinho
pelo deserto durante 40 dias de jejum e oração. Nessa jornada, ele enfrenta a personificação do
Diabo (Também interpretado por Ewan McGregor), que põe em dúvida o amor de Deus, em um
dramático teste de sua fé.

 

Jesus (Yeshua, a pronúncia hebraica de “Jesus” e o nome pelo qual ele é chamado no filme)
está peregrinado pelo deserto. Não está claro qual é o seu destino, mas é óbvio que ele está
inquieto. Às vezes ele olha ao redor de uma forma arredia, outra balbucia para si mesmo ou
para para rezar. De vez em quando o Diabo, que tem a mesma aparência de Yeshua, o
acompanha. O Diabo vai e vem de acordo com sua vontade, surgindo para tentá-lo e depois
desaparecendo.
Nos últimos dias de sua andança, Yeshua encontra duas habitações, uma que está em
construção, outra que é uma tenda. Um MENINO, de 16 anos, seu PAI, 60, e sua MÃE
moribunda, 30, moram na tenda. A tenda inacabada é para o menino, embora, quando o pai
não está por perto, o menino admita que não quer morar no deserto e está sendo forçado.
Yeshua diz para ele que está indo para Jerusalém, e o menino implora para ser levado junto.
Yeshua se vê atraído por essas pessoas e suas lutas e oferece seus serviços de carpintaria e
construção por alguns dias enquanto eles trabalham na nova tenda. A família aceita sua oferta
alegremente. Eles lhe dão abrigo e água, mas Yeshua recusa toda a comida: ele está de jejum.
O Diabo continua a persegui-lo e provocá-lo durante seu tempo com a família, dizendo para
Yeshua que ele está só adiando as coisas, mas a família não consegue ver o Diabo nem as
interações de Yeshua com ele.
A mãe diz para o marido que não quer que o menino fique no deserto – ela quer que ele tenha
um ofício e uma vida melhor. O pai do menino tem um plano para pegar uma pedra preciosa
numa parte íngreme da montanha, logo acima de um abrigo. Ele vai usar o dinheiro da pedra
para pagar a aprendizagem do menino. O plano é que Yeshua e o pai baixem o menino até a
pedra usando cordas, mas o menino tem medo de altura e se recusa. Yeshua se oferece, mas é
o pai quem resolve que vai descer.
Yeshua e o menino tem uma corda amarrada em suas cinturas ligando-os ao pai. O pai desce,
mas perde as forças e imediatamente começa a puxar Yeshua e o menino para mais perto do
precipício. Antes, o Diabo plantou na cabeça do menino a ideia de levar uma faca na jornada e,
conforme o pai escorrega cada vez mais para baixo, o menino tenta cortar sua corda. O pai
desce cada vez mais, mas consegue se segurar. Ele pede para o menino e Yeshua que cortem
as cordas. Yeshua recusa, mas o menino corta rapidamente sem maiores discussões. O pai
escala e quase consegue chegar até em cima, mas volta a escorregar. Yeshua e o menino
pegam um de seus braços, mas não é suficiente. O pai olha nos olhos do menino e para de
lutar. Ele escorrega das mãos deles e cai lá embaixo. O pai ainda está vivo quando eles
conseguem chegar lá. Ele olha para Yeshua de uma nova maneira, tocando sua face antes de
morrer.
Yeshua carrega o corpo do pai de volta para a nova tenda. Ele e o menino o limpam antes de
levarem a mãe para vê-lo. A mãe ateia fogo nele, e ele e a pequena construção queimam. No
dia seguinte, o menino pega um pouco das cinzas do pai e deixa sua casa, seguindo ordens da
mãe. Para o terror do Diabo, Yeshua coloca suas mãos sobre o abdômen da mãe numa
tentativa de curá-la, mas ela recusa sua ajuda.
A caminho de Jerusalém, o Diabo diz para Yeshua que não vai mais a lugar algum com ele. Os
dois então se separam, quase que nostalgicamente. Yeshua prossegue, com mais calma e
perseverança do que vimos no início.
Nós pulamos três anos. Yeshua (Jesus) morre na cruz e seu corpo é coberto com uma mortalha
e sepultado. Nós pulamos para os dias de hoje: o mundo continua no mesmo lugar onde a
tenda da família estava localizada, aparentemente sem consciência do que aconteceu antes.

 

 

Direção: Rodrigo García

Roteiro: Rodrigo García

Produção: Bonnie Curtis, Julie Lynn, Wicks Walker

Co-Produtor: Allan Magled, Berj Bannayan

Produtor Associado: Amy Lynn Quinn, Allison Avery Jordan, John McKeown

Produtor Executivo: Abby Whitridge Berman, Paige Dunham, Jason Durant Walker, Michael Macs,

Nicolas Gonda, Kristina Kendall, Elizabeth Koch, Erik Lokkesmoe

Co-Produtor Executivo: Ilene Feldman, Nash Edgerton, Ryan Rettig, Michael Zakin

Trilha Sonora: Danny Bensi, Saunder Jurriaans

Fotografia: Emmanuel Lubezki

Design de Produção: Jeannine Oppewall

Direção da Arte: John DeMeo

Cenário: Lisa Clark

Maquiagem: Sara Clessler

Artista de Maquiagem: Jamie Kelman

Departamento de cabelo: Barbara Lorenz

Editor: Matt Maddox

Classificação: Não recomendada para menores de X anos

Distribuição: Mares Filmes | Alpha Filmes

Artigos relacionados

Zona Criativa lança com exclusividade produtos da ... Quer deixar a sua casa no clima da grande estreia do ano? Veja só quantas opções para se inspirar e transformar seu ambiente     ...
Na madrugada desta quinta-feira, UCI Cinemas terá ... Rede exibirá filme em IMAX e XPLUS e fará sessão de pré estreia Os fãs, que aguardam ansiosamente pela estreia de “A Bela e a Fera” no dia 16 d...
Star Wars | Fã cria trailer para filme solo de Ben... Nada como a cena certa e a trilha sonora correta. Aproveitando o material das cenas  de Últimos Dias no Deserto, onde Ewan McGregor interpreta Jes...
A Bela e a Fera | Confira nossa mega galeria com p... A história e os personagens que o público conhece e adora ganham vida de forma espetacular na adaptação em live-action do clássico de animação da Disn...

Adicione seu comentário


Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *