A&E estreia Escravos da Cientologia

De autoria da atriz e produtora Leah Remini, e baseada em seu livro de memórias “Troublemaker: Surviving Hollywood and Scientology”, a série apresenta histórias terríveis vividas por quem tem deixado a igreja e falado publicamente sobre suas experiências

GRANDE ESTREIA: 21/3, TERÇA-FEIRA, 23h15

O A&E estreia em toda a América Latina, no dia 21 de março, Escravos da Cientologia (Leah Remini: Scientology and the Aftermath), série de oito episódios apresentada pela atriz, produtora e autora norte-americana Leah Remini (King of Queens), que junto a ex-membros da igreja, detalham histórias impactantes de abuso e perseguição, vividas por aqueles que abandonaram a igreja da Cientologia e falaram publicamente sobre suas experiências. Leah Remini revela os segredos e o escândalo da Cientologia, mesmo sob o risco de sofrer ameaças, perseguição e invasão de privacidade. Escravos da Cientologia quebra o silêncio do estigma desta religião considerada por muitos como provocadora.

 

Escravos da Cientologia dá voz às vítimas dessa igreja, foi fundada pelo escritor norte-americano Ron Lafayette Hubbard, cuja doutrina prega que os humanos são seres espirituais imortais. A produção é baseada nas memorias de Leah Remini “Troublemaker: Surviving Hollywood and Scientology”, seguidora desta doutrina por mais de 30 anos até sua saída pública, em 2013. “Esta série trata de revelar a verdade sobre a Cientologia. Uma verdade que nasce de experiências muito pessoais. Uma verdade que é impactante, com coisas que jamais esperava encontrar quando embarquei neste caminho de realizar este tipo de programa”, assegurou Remini. “Durante muito tempo, esta organização multimilionária intimidou vítimas e jornalistas, para evitar que saibam a verdade. Tenho a esperança de que, ao revelar informações que dão consciência ao mundo sobre o que realmente está acontecendo, outras pessoas se sintam estimuladas a falar, para que os abusos possam terminar para sempre”, completou.

 

Esta nova série, que causou um escândalo em sua estreia nos Estados Unidos (em novembro de 2016), teve uma resposta direta por parte da igreja da Cientologia às reclamações de Leah e de ex-membros da igreja. Um dos depoimentos mais fortes é o de Mike Rinder, que foi braço-direito de David Miscavige, homem que esteve à frente da Cientologia assim que Hubbard, o fundador, morreu. Junto com Rinder, Leah detalha uma campanha de perseguição por parte da Cientologia, que eles nomearam como a política padrão da igreja para desacreditar ex-membros. Algumas das perseguições e ameaças incluíam publicar sites falsos na internet com acusações atrozes contra a “pessoa supressiva” que tinha abandonado a igreja. Além disso, Rinder afirma que membros da Cientologia bateram em seu carro, o perseguiram com câmeras e até vasculharam seu lixo, por meio de um investigador particular contratado para isso. Mike chegou a mostrar uma câmera oculta dentro de uma casa de passarinhos, que apontava para sua casa.

 

Apesar das tentativas públicas de ser desacreditada pela própria igreja da Cientologia, a série explora diferentes depoimentos de ex-membros da religião e de suas famílias, por meio de diferentes encontros e entrevistas com Leah. Cada episódio traz histórias de pessoas cujas vidas foram afetadas pelas práticas prejudiciais da igreja, inclusive depois que saíram da organização. Junto com uma equipe de antigos integrantes de alto escalão da Cientologia, que conhecem o funcionamento interno e as políticas da organização, Leah dá às vítimas uma oportunidade de serem ouvidas. “Ainda que eu tenha sido membro da igreja durante tanto tempo, fiquei impactada com alguns relatos. Há tanto sobre esta história que ninguém sabe estimar. E esta série está abrindo o terreno ao revelar essas informações”, conclui Remini.

 

As memorias de Leah Remini, “Troublemaker: Surviving Hollywood and Scientology”, publicadas em 2015, contam a experiência da atriz que foi criada na cientologia desde pequena, até sua saída pública da instituição, em 2013. Este livro narra seu doutrinamento na religião aos 10 anos com sua mãe e irmã, assim como a fase de sucesso de sua carreira em Hollywood e como foi pressionada para promover a religião nesse ambiente. Remini relata o processo de investigação que começou a realizar a partir de diferentes questionamentos sobre as práticas misteriosas e obscuras da Cientologia. Escravos da Cientologia, filmada em meados de 2016, foi desenvolvida a partir da publicação de seu livro e, assim que vários ex-membros da Cientologia entraram em contato com ela após a publicação de suas memorias, a atriz decidiu filmar um teaser baseado na história de uma família, e obteve apoio e respaldo de produtores para realizar a série.

 

A igreja da Cientologia fez duras críticas à produção, publicou uma declaração e até tentou impedir que a série fosse ao ar. Durante a produção de Escravos da Cientologia, representantes da igreja da Cientologia Internacional enviaram aos produtores uma quantidade numerosa de cartas que incluíam respostas antecipadas da igreja para as informações que estariam no programa, e suas análises e críticas sobre os temas principais de cada episódio. A igreja da Cientologia Internacional incentivou a produção a “utilizar as informações fornecidas para mostrar uma imagem mais equilibrada e precisa aos telespectadores”.

 

A Cientologia é uma doutrina religiosa que foi proposta em 1952 como uma filosofia, pelo escritor de ficção científica Ron Lafayette Hubbard. A doutrina prega que os humanos são seres espirituais imortais que esqueceram sua verdadeira natureza. Em sua obra mais conhecida “Dianética: a ciência moderna da saúde mental”, Hubbard destaca que “nós podemos nos libertar de nossas psicoses se enfrentarmos os incidentes traumáticos ou eneagramas que bloqueiam nossa mente”. Mais além de ser designada como movimento religioso e que muitos países a considerem como uma religião, muitas vezes tem sido chamada de seita ou culto; e tem sofrido diversas acusações de ameaças e extorsões. Além disso, a Cientologia tem construído um verdadeiro império, e ganhou adeptos em Hollywood, conquistando estrelas como Tom Cruise, Dustin Hoffman, Nicole Kidman, Oliver Stone e Larry King, bem como empresários e políticos em todo o mundo.

EPISÓDIOS EM ESTREIAà

 

DESCONEXÃO

Para examinar os prós e contras de sua antiga religião, a atriz e ex-cientologista Leah Remini visita uma antiga dirigente da Cientologia, Amy Scobee. E depois de ouvir sua história familiar trágica, Leah promete revelar os segredos ocultos de sua antiga igreja.

 

JOGO LIMPO

Na sede da Cientologia na Florida, o ex-diretor do Escritório de Assuntos Especiais, que era responsável em desacreditar os críticos da igreja, revela alguns dos segredos guardados a sete chaves e conta a Leah o motivo pelo qual ele também se afastou da religião.

 

A PONTE

Mary Kahn era uma paroquiana comum, que ascendeu aos mais altos níveis de iluminação espiritual da igreja da Cientologia. Mas, como ela compartilha com Leah, o preço de sua experiência foi extremo, incluindo seu relacionamento com seu filho mais novo.

 

SURGE UM LÌDER

Após a morte do fundador da Cientologia, L. Ron Hubbard, David Miscavige assume como líder da igreja da Cientologia. Leah revela a história da igreja antes e depois de David Miscavige, contada por três ex-membros de longa data, incluindo o pai de Miscavige.

 

AUDITORIA

Aaron Smith – Levin e seu irmão gêmeo Collin foram prodígios na prática da Cientologia de aconselhamento espiritual conhecida como auditoria. Mas seus caminhos divergiram depois que Collin foi demitido do programa, levando à tragédia dolorosa que Aaron compartilha com Leah.

 

ERA DE OURO

Como célebre membro da igreja da Cientologia, Leah Remini assistiu a vários eventos para angariação de fundos para a igreja, muitos deles organizados e produzidos pela produtora Golden Era. Agora, o ex-produtor de eventos da Golden Era, Marc Haeadley, revela a verdade impactante desses eventos e como sua desilusão fez com que ele e sua esposa se retirassem da igreja.

 

INIMIGOS DA IGREJA

Depois que Leah recebe uma carta da igreja que a acusa de promover crimes de ódio, ela decide se reunir com o jovem que a igreja diz que ela incitou. Mike pede a Leah para se sentar com os jornalistas que foram perseguidos sem trégua pela igreja, por causa de suas matérias. E Leah procura uma nova forma de agir.

 

PERGUNTE-ME QUALQUER COISA

Leah e Mike Rinder organizam uma segunda sessão de perguntas e respostas para esclarecer muitos dos questionamentos levantados nas redes sociais. A eles, se juntam alguns convidados especiais: Laurence Wright, autor de “Going Clear”, Ray Jeffrey, um dos poucos advogados que levaram a igreja à corte, e Steve Hassan, autor conhecido por seus estudos de desprogramação cult.

 

 

 

 

Sobre A&E
O A&E é a opção de entretenimento com séries e filmes, dramáticos e disruptivos, que provocam emoções reais. A&E oferece filmes e séries dramáticas como NCIS: Los Angeles, NCIS: New Orleans, The Night Shift e Bull junto com séries disruptivas, como Quem dá Mai$? e Minha Vida com Síndrome de Down. O A&E chega a mais de 65 milhões de lares. O A&E é principalmente voltado para o público adulto (Mulheres e Homens) 18-49.

Mais informações: www.canalaetv.com

 

Adicione seu comentário

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta