Artigo | A difícil arte das adaptações – FINAIS DE SÉRIES (parte 1)


Posts Relacionados

Este artigo é um update da primeira parte, A difícil arte das adaptações – INTRODUÇÃO, de um ano atrás.

A motivação na época em escrever aquele artigo é bem diferente dessa de hoje, e digamos que alguns fatos que me incentivará a escrever uma “edição estendida” daqui um tempo será outra. Fato este que demostra como o entretenimento está dinâmico e o público está cada vez mais exigente, será?

Bem, o motivo é a “patatesca” situação que a HBO ficou diante dos acontecimentos dessa sétima temporada de Game of Thrones, que fizeram os fãs entrarem em batalhas tão épicas quanto a série e a insatisfação que os fãs estão apresentando na internet sobre o seu desfecho.

Esta foi a primeira vez que percebi a divisão diante do rumo de seus personagens nesta roleta russa.

Alguns culpam a ausência de George R. R. Martin na assinatura do roteiro, outros culpam a quantidade “pequena” de episódios. Nunca saberemos ao certo, mas GoT season 7 vai entrar para os livros de história com certeza.

E mais uma vez a internet está aí para provar que não poderemos agradar nem gregos e troianos, ou melhor os que querem Dany e Jaun juntos e os que acham esse romance uma “fanfic”.

Mas será realmente, sim é uma pergunta, que alguma série / filme vai agradar 100% das vezes sempre? Será que em nenhum momento alguma teoria tão “escrafunchada” (ou teorizada, como diria minha mãe), finalmente não se realizará?

Ou melhor ainda, finalmente o tão desejado encontro com final feliz?

No final todas as pessoas de um certo modo defendem e tem ótimos argumentos do seu lado, tanto a favor quanto contra algo que agrada ou não na conclusão de uma franquia tão amada.

Mas sinto informar caro fã que infelizmente no final de uma história de sucesso SEMPRE haverá alguém insatisfeito. Mesmo que a tudo esteja perfeito em algum momento aquele TREM (bem no significado mineiro), ou TROLHA (para os paulistas), vai sair dos trilhos e desandar na Hellman´s.

E parece que quanto maior o amor e a qualidade da franquia, pior o tombo ou o final mal acabado.

Um ótimo exemplo é o final da família Dinossauros, que terminou de forma triste e trágica, e não foi por um meteoro, tanto que foi proibida a exibição em alguns países. Para um série que tinha base um tema social mas alegre e amado pelas crianças, fez chorar.

A outras séries que foram lembradas, como tendo os finais mais desastrosos das séries

Dexter (2006-2013)

Lost (2004-2010)

Prison break (2005-2009) (deram uma chance agora em 2017)

Seinfeld (1989-1998)

How I Met Your Mother (2005-2014)

Los Serrano (2003-2008)

Twin peaks (1990-1991)

Há um bônus por minha conta, a 10ª temporada de Arquivo-X que ao meu ver foi pior que o final da 9ª segundo na opinião dos fãs.

Outra que está dividindo a tempos é Supernatural, série que acompanho a 1 ano, e já aprendi muitas lições com ela, e há frases que são uma marca da “discórdia” entre eles.

  • A série deveria ter terminado da 5ª temporada
  • Eu “shippo” Dean e Castiel
  • Destiel não existe (ou existe)
  • A série deixou de ser de terror agora é teen
  • Eles não sabem mais o que fazer com tantos episódios

E assim vai.

 

Outro que sofre com o fandon, mas agora no cinema, é Guerra nas Estrelas, ou Star Wars. E a vítima da vez é o episódio VII, O Despertar da Força. Há quem ame o longa pela simplicidade e outros odiaram pelo mesmo motivo. Aliás, fato este resume bem o gosto do fã, a mesma história pode levar um a odiar ou amar algo.

Neste caso vou levantar uma bandeira a favor da nova trilogia, ainda teremos mais dois episódios pela frente, e cá entre nós, Uma Nova Esperança também era uma história “simplista” e estamos aqui com mais de 40 anos de sucesso. Em 2020 voltaremos a discutir sobre a terceira trilogia. Tenho fé na Disney.

Um outro fato que percebi neste últimos dias que franquias também perderam a força depois de seu final. Diferente de Harry Potter, Star Wars, James Bond 007 e de modo mais modesto mas firme Senhor dos Anéis e Star Trek, alguns desapareceram (pelo menos nos eventos .cons de sampa). São eles Divergente, Maze Runner, Nárnia, Crepúsculo, Percy Jackson, Jogos Vorazes, 50 tons entre outros. Não que os fãs tenham desaparecido desse planetinha, mas que de certo modo não vejo mais ninguém com camisetas e afins nos eventos.

Alguns questionam que não há mais o que “se discutir” depois que a franquia acabou. Mas outros sucessos estavam considerados “acabados” e graças a insistência dos fãs ganharam mais livros e filmes (como Harry Potter) e continuações (como Arquivo-X e Star Trek), mesmo depois de anos, ou Star Wars que sobreviveu e sobrevive ao consumo dos fãs a mais de 40 anos, isso por que nem citei Os Simpsons.

O que deixa uma outra pergunta para outro artigo. Será que Game of Thrones sobreviverá depois do final dos livros e da série?, Assim como Walking Dead, Vikings, The Vampire Diaries, The Big Bang Theory, Outlander entre outros.

O que faz um fandom (fãs clube) perder a força? Pesquisarei sobre isso.

Mas este é assunto para depois.

 

 

 

 

 

Artigos relacionados

Confira vídeo dos bastidores de Os Últimos Jedi, l... A Disney acabou de liberar mais um vídeo dos bastidores de Star Wars Os Últimos Jedi. Além da carga emocional das imagens inéditas de Carrie Fi...
Bond 25 já tem data de lançamento O 25º filme da franquia 007 já tem data de lançamento, 08 de novembro de 2019. Mesmo que Daniel Craig tenha afirmado que não volta mais ao papel, e a ...
Roteiristas de Supernatural prometem que final des... https://youtu.be/f9y6Ayv87Jk Teaser do episódio da próxima semana Há bastante tempo que Castiel (Misha Colins) estava fora de cena na 12ª ...
Produtores de Game of Thrones revelam título da no... David Benioff e D.B. Weiss, os responsáveis por Game of Thrones, revelaram que o título da nova série original da HBO será Confederate. Segundo o a...
SDCC 2017 | Thanos o próximo Darth Vader? É isso mesmo! Não leu errado. Essa frase é do diretor de Vingadores Guerra Infinita, que quer que o vilão esteja no mesmo patamar de Darth Vader, de S...

Adicione seu comentário


Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *