Posts Relacionados

Longa participa da Mostra Internacional de Cinema, em SP, dia 25/10

Vazante, primeiro filme solo de Daniela Thomas, que codirigiu Linha de Passe (Palma de Ouro de Melhor Atriz em Cannes 2008) e Terra Estrangeira ao lado do cineasta Walter Salles, estreia dia 9 de novembro nos cinemas e participa da Mostra Internacional de Cinema, em São Paulo, dia 25 de outubro. Daniela também assina o roteiro do longa-metragem junto ao produtor Beto Amaral, fundador da Cisma Produções.

Foto: Ricardo Teles

O longa se passa em 1821, no interior de Minas Gerais. Na história, Antonio, vivido pelo ator português Adriano Carvalho, negocia casamento com Beatriz, filha de Dona Ondina (Sandra Corveloni). A estreante Luana Nastas interpreta Beatriz que, na ausência do marido, fica sozinha com as crianças escravas. Vencedora do prêmio de melhor atriz coadjuvante no 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, Jai Baptista é Feliciana, escrava vítima da violência de Antonio. O longa retrata as mazelas do patriarcalismo brasileiro, da escravidão, do casamento forçado, da mestiçagem fruto do assédio, da exploração sexual das negras e das hierarquias de poder.

O filme também traz no elenco Toumani Kouyate, ator que interpreta o líder dos escravos e quem abriu as portas da comunidade de seus conterrâneos da África subsaariana refugiados em São Paulo; Fabrício Boliveira vive o capitão do mato Jeremias, além de Vinicius Dos Anjos, Juliana Carneiro Da Cunha, Roberto Audio, Geisa Costa, Alexandre De Sena, Adilson Maghá, Maria Isadora, Kelle Das Graças Lopes, Maria Helena Dias, Dinah Feldman, Vasco Pimentel, Adão de Fátima Gomes, Adelsson Gonçalo Higino e Maria Aparecida de Jesus Fátima.

Vazante foi escolhido como Opening Film da mostra Panorama do 67º Festival Internacional de Cinema de Berlim e também venceu o prêmio de melhor direção de arte para Valdy Lopes Jn no Festival de Brasília. Cisma Produções, Dezenove Som e Imagens – fundada pelo cineasta Carlos Reichenbach e a produtora Sara Silveira, em 1991, em parceria com a produtora Maria Ionescu – , e Ukbar Filmes assinam a produção. A coprodução é da Globo Filmes. Europa Filmes é a distribuidora.

Minas Gerais. Século XIX. O fazendeiro Antonio (Adriano Carvalho) volta à casa, depois de uma longa viagem conduzindo uma tropa de escravos. Ao chegar, descobre que a mulher morreu em trabalho de parto. Isolado em uma fazenda improdutiva, ele negocia um novo casamento com a filha de Dona Ondina (Sandra Corveloni), a menina Beatriz (Luana Nastas), enquanto faz a escrava Feliciana (Jai Baptista) vítima da violência. Antonio volta às expedições para negociar escravos e gado. Sozinha na propriedade, Beatriz se aproxima das crianças escravas. Uma traição implode na família em uma espiral de violência, que é o anúncio dos ventos da mudança.

ELENCO

Antonio – Adriano Carvalho

Beatriz – Luana Nastas

Dona Ondina – Sandra Corveloni

Dona Zizinha – Juliana Carneiro Da Cunha

Bartholomeu – Roberto Audio

Feliciana – Jai Baptista

Líder – Toumani Kouyate

Virgílio – Vinicius Dos Anjos

Jeremias – Fabrício Boliveira

Joana – Geisa Costa

Manuel – Alexandre De Sena

Porfírio – Adilson Maghá

Maria Joaquina – Maria Isadora

Francisca – Kelle Das Graças Lopes

Domingas – Maria Helena Dias (Mantega)

Naninha – Dinah Feldman

Padre – Vasco Pimentel

Benguela – Adão de Fátima Gomes

Sebastião – Adelsson Gonçalo Higino

Inácia – Maria Aparecida de Jesus Fátima

FICHA TÉCNICA

Diretora – Daniela Thomas

Roteiristas – Daniela Thomas e Beto Amaral

Produtores – Beto Amaral, Maria Ionescu e Sara Silveira

Coprodutores – Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola

Produtor Associado – Fernando Meirelles

Diretora de Produção – Cristina Alves

Diretor de Fotografia – Inti Briones

Diretor de Arte – Valdy Lopes Jn

Som – Vasco Pimentel

Montadores – Estevan Schilling e Tiago Marinho

Figurinista – Cassio Brasil

Maquiagem – Rosemary Paiva

Uma Produção – Dezenove Som e Imagens, Cisma Produções e Ukbar Filmes

Coprodução – Globo Filmes

Distribuição – Europa Filmes

SOBRE DANIELA THOMAS

Daniela Thomas é diretora de cinema e teatro, cenógrafa, roteirista e dramaturga. Seus filmes, entre eles, Terra Estrangeira e Linha de Passe, foram agraciados com vários prêmios, entre eles a Palma de Ouro no festival de Cannes para melhor atriz, O Grand Prix do Festival de Havana, o Ariel do México e o Grande Prêmio do cinema Brasileiro. Concebeu os cenários de inúmeros espetáculos de teatro e ópera em vários países. Seus muitos prêmios incluem a Triga de Ouro da Quadrienal de Praga de 1995, os prêmios SHELL, APETESP e APCA. Vem desenhando exposições nacionais e internacionais e desenvolvendo a museografia de exposições permanentes, como o Museu do Futebol no estádio do Pacaembu em São Paulo. Foi uma das diretoras da Cerimônia da Abertura das Olimpíadas Rio 2016 e fez também a direção de Arte e cenografia do espetáculo. Está finalizando um outro longa, Banquete, com estreia em 2018. O filme é um jantar que se passa em tempo real.

Filmografia selecionada:

Insolação (2010) Direção de Daniela Thomas e Felipe Hirsch

Linha de Passe (2007) Direção de Daniela Thomas e Walter Salles

Paris, Je T’aime (2006) Direção de Daniela Thomas, Gus Van Sant, Tom Tykwer, Alexander Payne, Gena Rowlands, Alfonso Cúaron e Os Irmãos Coen.

O Primeiro Dia (1998) Direção de Walter Salles e Daniela Thomas.

Terra Estrangeira (1996) Direção de Walter Salles e Daniela Thomas.

DEZENOVE SOM E IMAGENS

A Dezenove Som e Imagens foi fundada pelo cineasta Carlos Reichenbach e a produtora Sara Silveira, em 1991, em parceria com a produtora Maria Ionescu, com o objetivo de produzir curtas e longas-metragens independentes para o mercado nacional e internacional. Desde então, a empresa tem produzido alguns dos mais memoráveis filmes brasileiros. Tanto como produtora quanto como coprodutora, com parceiros brasileiros ou estrangeiros, a Dezenove tem constantemente apresentado seus filmes ao redor do mundo, em festivais de cinema internacionais pelos últimos 25 anos.

Entre os mais recentes filmes produzidos pela Dezenove estão: Avanti Popolo, de Michael Wahrmann, que participou do Festival de Roma, premiado como Melhor Filme da Mostra Cinema XXI; O que se move, de Caetano Gotardo, premiado como Melhor Filme na IV Semana dos Realizadores; Trabalhar Cansa, de Juliana Rojas e Marco Dutra, que participou na secção Un Certain Regard do Festival de Cannes 2011; Girimunho, de Helvécio Marins Jr. e Clarissa Campolina, que participou da secção Orizzonti do Festival de Veneza, premiado pelo Interfilm Award; e Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes.

CISMA PRODUÇÕES

A CISMA Produções foi fundada por Beto Amaral em 2003 focando em projetos autorais de cinema, teatro e artes visuais. A CISMA levou para o cinema a aclamada parceria de Felipe Hirsch e Daniela Thomas no teatro com o premiado filme Insolação (2009), exibido no Festival de Veneza. Produziu o longa-metragem Vazante (2016), com direção de Daniela Thomas. Em 2017, lançará o novo filme de Daniela Thomas, O Banquete, no circuito de festivais. No teatro, foi responsável por Kollwitstrasse 52 (2012), O Inverno da Luz Vermelha (2010, Prêmio Shell de melhor direção), entre outros projetos. A CISMA fez várias exposições de video-arte de cineastas reconhecidos como Eija-Liisa Ahtila e Chantal Ackerman.

UKBAR FILMES

UKBAR FILMES é uma produtora portuguesa dirigida por Pandora da Cunha Telles e Pablo Iraola. Entre muitos outros, coproduziu Pontes de Sarajevo, presente na Seleção Oficial de Cannes 2014, filme com segmentos de realizadores como Jean-Luc Godard ou Teresa Villaverde; Florbela, de Vicente Alves do Ó, vencedor de seis prêmios Sophia e um dos filmes mais vistos em 2012, em Portugal; e Virgem Margarida, de Licínio Azevedo, que arrecadou mais de 20 prêmios em todo o mundo e continua a sua carreira em festivais.

GLOBO FILMES

Desde 1998, a Globo Filmes já participou de mais de 200 filmes, levando ao público o que há de melhor no cinema brasileiro. Com a missão de contribuir para o fortalecimento da indústria audiovisual nacional, a filmografia contempla vários gêneros, como comédias, infantis, romances, dramas e aventuras, apostando na diversidade e em obras que valorizam a cultura brasileira. A Globo Filmes participou de alguns dos maiores sucessos de público e de crítica como Que Horas Ela Volta?, Tropa de Elite 2, Se Eu Fosse Você 2, 2 Filhos de Francisco, O Palhaço, Getúlio, Carandiru e Cidade de Deus – com quatro indicações ao Oscar. Suas atividades se baseiam em uma associação de excelência com produtores independentes e distribuidores nacionais e internacionais.

EUROPA FILMES

Desde 1990 no mercado de distribuição, hoje a Europa Filmes, empresa de Wilson Feitosa, garante um local de destaque entre as distribuidoras independentes ao levar ao público importantes obras do cinema nacional e internacional. Títulos inesquecíveis e premiados como O Paciente Inglês, O Pianista, Menina de Ouro, O Segredo de Brokeback Mountain, O Segredo de Seus Olhos e Quem Quer Ser Um Milionário?ficam ao lado de grandes destaques do cinema nacional, como Central do Brasil, Olga, O Invasor, Tainá, Os Normais, A Grande Família, Lula – O Filho do Brasil e Tropa de Elite 2. A empresa tem um grande destaque nas coproduções de cinema brasileiro, participando juntamente com os produtores, na captação de recursos para produções, fazendo parcerias, participando cada vez mais ativamente na coprodução de conteúdo brasileiro.

Vamos falar mais sobre o Superman

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *