Posts Relacionados

Depois dos elogiados CDs “Tremor Essencial” (2014) e do premiado “Elza Soares, A mulher do Fim do Mundo” (2015), do qual é diretor artístico, compositor e cantor, Celso Sim lança seu sétimo disco. Sim revisitou o repertório do baiano Batatinha, um dos maiores compositores de canções do Brasil. Batatinha morreu em 1997 aos 72 anos e deixou uma obra rara de sambas extremamente sofisticados e existencialistas.

“O Amor Entrou como um Raio”, lançado pelo selo Circus, traz 11 canções de Batatinha com uma formação musical contemporânea e arranjos tropicalistas que penetram, tangenciam e contornam o gênero samba com violões, cavaquinho, guitarra e bandolim de Webster Santos, cello de Filipi Massumi e percussão de Maurício Badé.

O projeto gráfico é um espetáculo à parte, com foto inédita de Batatinha feita por Pedro de Moraes na capa e fotografia de Pierre Verger no encarte.

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *