Posts Relacionados

27º Festival Curta Cinema apresenta no Rio de Janeiro uma seleção de 150 filmes com o melhor da produção mundial

 De 1º a 8 de novembro, o festival que qualifica o vencedor para concorrer a uma vaga no Oscar exibe títulos de 27 países, incluindo Líbano, Irã, Camboja e Tailândia, além de produções européias, americanas e de todo o Brasil. Todas as sessões têm entrada franca

Na primeira semana de novembro, cinco salas do circuito independente do Rio de Janeiro abrigam o Festival Curta Cinema, que vai apresentar o melhor da produção mundial de curtas-metragens. Entre os dias 1º e 8, o público carioca poderá assistir a 150 títulos da safra 2016-2017. Em sua 27ª edição, o festival internacional – que qualifica o filme vencedor para concorrer a uma indicação ao Oscar 2017 – exibirá uma preciosa seleção. “É uma oportunidade única de se assistir a filmes que vão muito além das produções americana e européia, com destaque para a cinematografia de países como o Líbano, Irã, Camboja e Tailândia que dificilmente chegariam ao Rio de Janeiro”, diz Ailton Franco, diretor geral do Curta Cinema.

Festival Curta Cinema 2017 – que tem patrocínio da Globo Filmes, da Secretaria de Cultura do Estado, da Riofilme e apoio institucional da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro – terá exibições no Cine Odeon NET Claro, Cinemateca do MAM, Centro Cultural da Justiça Federal-CCJF, Cinemaison e Cine Arte UFF. Ao todo serão 112 filmes nas mostras competitivas: sendo 30 na competição nacional, 35 na competição internacional, 18 no Panorama Carioca e 29 no Panorama Latino-Americano.

Alguns dos grandes destaques da programação serão exibidos hors-concours na noite de abertura, 1º de novembro, no Cine Odeon, a partir das 21h: os nacionais ‘Ruído’, de Gabraz Sanna, documentário artístico que traça o perfil de Caetano Veloso sob um perspectiva experimental e nada convencional, com imagens inéditas produzidas especialmente para o filme;  ‘A Ilha do Farol’, de Jo Serfaty e Mariana Kaufman; ‘The Dead Fish Story’, de Marion Naccache (França-Brasil); ‘Salada Russa’, de Eileen Hofer (Suíça);  e ‘Die Kunst, meine Familie und ich’, de  Johannes Bachmann (Suíça).

No dia 3 de novembro, no CCJF (Centro Cultural da Justiça federal), o festival apresenta uma masterclass com a cineasta suíça Eillen Hofer, que também será jurada dos filmes nacionais. A diretora de ‘Salada Russa’, um dos destaques da noite de abertura, exibirá trechos de seus curtas e falará sobre o processo de criação e direção. No filme de Eillen, seis amigos, de etnias que compuseram a antiga União Soviética, se reúnem em um jantar e discutem a Perestroika, avanços e retrocessos na história da revolução soviética, que completa 100 anos. A masterclass terá com entrada franca e tradução simultânea.

Entre os filmes da Competição Nacional, destaque para ‘Nada’, do mineiro Gabriel Martins, que foi exibido este ano na Quinzena dos Realizadores de Cannes; ‘Boca de Fogo’, do carioca Luciano Pérez Fernández, que mostra um comentarista narrando uma partida de futebol da Série C do Campeonato Brasileiro, em Salgueiro, sertão de Pernambuco, enquanto o povo, na arquibancada, enfrenta o sol enquanto acompanha sua voz pelo rádio; e ‘Àndale’, do catarinense Petter Baiestorf, consagrado no gênero terror/trash que agora envereda em um filme mais político e experimental, com fortes críticas à violência policial.

A seleção de curtas estrangeiros inclui o provocativo ‘Où En Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues?’, do português João Pedro Rodrigues, diretor dos longas ‘O Ornitólogo‘ (lançado em circuito nacional este ano) e ‘O Fantasma‘; e ‘Meryem’, de Reber Dosky, documentário holandês sobre as guerrilheiras curdas que lutam contra o Estado Islâmico na Síria.

O festival também traz em sua programação temas que permeiam a produção audiovisual atual. Para destacar alguns dos assuntos e temas mais recorrentes entre os filmes selecionados, o Curta Cinema apresenta programas especiais como ‘From Hell’, focado na produção nacional de filmes de terror, e ‘Em Trânsito’, com filmes produzidos por realizadores nacionais em terras estrangeiras, mostrando o olhar brasileiro sobre outras culturas. Há também curtas que tratam de temas como feminismo, homofobia, movimento negro e intolerância religiosa.

O ‘Panorama Carioca’ é um reflexo do quanto o meio inspira a arte e proporciona ao público contato com a realidade atual da cidade, com filmes que também discutem e enaltecem as batalhas das minorias. Entre os destaques, ‘C(elas)’ – também selecionado para a competição nacional – que apresenta a realidade da maternidade das mulheres presidiárias brasileiras; ‘Mercadoria’, um retrato da prostituição e todas as suas agruras; e ‘Tia Ciata’, que conta a história de um dos maiores ícones do movimento afro-brasileiro no Rio de Janeiro.

Nesta edição, em parceria com a Swiss Films, o festival apresenta o ‘Foco Suíça’, que reúne 18 títulos de alguns dos mais importantes diretores do país, em três programas especiais: Nem Queijo, Nem Chocolate (5 curtas que provam que a Suíça é muito mais do que esses dois ícones), Olhar Nômade (7 curtas filmados no Brasil, na Sérvia, em Cuba, no México e outros países, que ressaltam o quanto a produção suíça é realizada no exterior) e Narrativas Suíças (7 títulos entre ficções fantasiosas, experimentos e um documentário da mais conceituada diretora suíça, Ursula Meier).

 

Clique aqui para ter acesso à programação completa

Clique aqui para ter acesso às fotos dos filmes selecionados

Clique aqui para ter acesso ao vídeo com trechos de alguns filmes selecionados

PREMIAÇÃO
Grande Prêmio Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro e qualificação para concorrer a uma indicação ao Oscar 2017*
Prêmio Especial do Júri*
Melhor Filme pelo Júri Jovem 2017*
Melhor Direção*
Grande Prêmio de Público 2017*
Prêmio de Público Panorama Carioca
Prêmio de Público Panorama Latino Americano
Prêmio Canal Brasil de Curtas (troféu Canal Brasil + R$ 15 mil)
*Prêmios concedidos a filmes brasileiros e estrangeiros
OS FILMES DO CURTA CINEMA 2017

 

MOSTRAS COMPETITIVAS:

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL
In White –  Dania Bdeir (Líbano 16 min)
Modelado –  Christian Hernández (México 13 min)
Centauro –  Nicolás Suárez (Argentina 14 min)
Pria –  Yudho Aditya (Indonésia 20 min)
El Vestido –  Javier Marco (Espanha 13 min)
El Polvo Nos Sube Al Rostro –  Guillermo del Castillo (Chile 14 min)
Boîtes à Musique –  Georges Gachot (Suíça 9 min)
Ins Holz –  Corina Schwingruder e Thomas Horat (Suíça 13 min)
Les Intranquilles –  Magdalena Froger (Suíça 13 min)
Orfeo –  Isabel Pagliai (França 14 min)
Death of the Sound Man –  Sorayos Prapapan (Tailândia 16 min)
El Becerro Pintado –  David Pantaleón (Espanha 9 min)
Les Bones Nenes –  Clara Roquet (Espanha 16 min)
Glaspärlan –  Tommi Seitajoki (Finlândia 15 min)
Red Apples –  Georga Sikharulidze (Armenia-Georgia-Estados Unidos 15 min)
Birta Bjartur Blær –  Sturla Óskarsson (Islândia 18 min)
Kaiju Bunraku –  Lucas Leyva e Jillian Mayer (Estados Unidos 13 min)
Ugly –  Nikita Diakur (Alemanha 12 min)
Ni La Hormiga Más Filósofa –  Diego Vásquez (Chile 20 min)
El Amor –  Nicolás Guzmán (Chile 15 min)
One and Many –  Jonas Bak (Camboja 19 min)
Verde –  Alonso Ruizpalacios (México 22 min)
Où En Êtes-Vous, João Pedro Rodrigues? –  João Pedro Rodrigues (Portugal 21 min)
Coelho Mau –  Carlos Conceição (Portugal 30 min)
Homem Eterno –  Luis Costa (Portugal 15 min)
Diez Minutos Antes –  Juan Carlos Vásquez (Colômbia 11 min)
Heyvan –  Bahram Ark (Iran 15 min)
Les Miserables –  Ladj Ly (França 15 min)
A Drowning Man –  Mahdi Fleifel (Dinamarca-Grécia-Reino Unido 12 min)
Signature –  Kei Chikaura (Japão 13 min)
Meryem –  Reber Dosky (Holanda 15 min)
Moloko –  Daria Vlasova (Rússia-Lithuânia 15 min)
Hiwa –  Jacqueline Lentzou (Grecia 11 min)
Cuento –  Maximo Ciambella (Argentina 18 min)
Wave –  Benjamin Cleary e Tj O’Grady Peyton (Irlanda 14 min)

COMPETIÇÃO NACIONAL
A Nova Melancolia –  Álvaro Andrade Alves e Marcus Curvelo (BA/MG 25 min)
Netuno –  Daniel Nolasco (GO/RJ 17 min)
Deus –  Vinícius Silva (RS/SP 25 min)
Baunilha –  Leo Tabosa (PE 13 min)
O Porteiro do Dia –  Fábio Leal (PE 25 min)
C(elas) –  Gabriela Santos Alves (ES 18 min)
Fervendo –  Camila Gregório (BA 16 min)
Boca de Fogo –  Luciano Pérez Fernández (RJ 9 min)
Nada –  Gabriel Martins (MG 27 min)
Estás Vendo Coisas –  Barbara Wagner e Benjamin de Búrca (PE 17 min)
A Canção do Asfalto –  Pedro Giongo (PR 16 min)
Flecha Dourada –  Cíntia Domit Bittar (SC 15 min)
Candeias –  Ythallo Rodrigues e Reginaldo Farias (CE 19 min)
Capitão Brasil –  Felipe Arrojo Poroger (SP 16 min)
Tailor –  Calí dos Anjos (RJ 10 min)
Filme-Catástrofe –  Gustavo Vinagre (SP 19 min)
Ándale –  Petter Baiestorf (SC 4 min)
Ao Final da Conversa, Eles se Despedem com um Abraço –  Renan Brandão (RJ 20 min)
Repulsa –  Eduardo Morotó (PE 27 min)
Frequências –  Adalberto Oliveira (PE 19 min)
Orbitantes –  Rodrigo Campos (PE 22 min)
Waapa –  Renata Meirelles, David Reeks e Paula Mendonça (SP 20 min)
Borá –  Angelo Defanti (RJ 14 min)
Peito Vazio –  Leon Sampaio, Yuri Lins (PE 18 min)
Meninas Formicida –  João Paulo Miranda Maria (França-Brasil 13 min)
Oni –  Diogo Hayashi (SP 18 min)
Ruanita –  Fernando Sanches (SP 13 min)
Elogio da Sombra –  Joel Pizzini (RJ 14 min)
O Vestido de Myriam –  Lucas H. Rossi (RJ 15 min)
Tentei –  Laís Melo (PR 15 min)

PANORAMA CARIOCA – 18 FILMES
Ontem –  Thiago Kistenmacker (RJ 14 min)
Mercadoria –  Carla Villa-Lobos (RJ 15 min)
Vazio do Lado de Fora –  Eduardo BP (RJ 22 min)
Piano Forte –  Anabela Roque (RJ 10 min)
Tião –  Clementino Junior (RJ 14 min)
O Mais Barulhento Silêncio –  Marccela Moreno (RJ 15 min)
Amiga Oculta –  Carla Miguelote (RJ 20 min)
O Quebra-Cabeça de Sara –  Allan Ribeiro (RJ 10 min)
Em Busca da Terra Sem Males –  Anna Azevedo (RJ 15 min)
Um Musical –  Tarcísio Lara Puiati (RJ 4 min)
Algum Romance Transitório –  Caio Casagrande (RJ 20 min)
Tutu da Lata –  Vini Fernandes (RJ 7 min)
Somaré –  Lana Lo Bianco (RJ 23 min)
Um Gosto do Sol –  Bernardo Batista (RJ/BA 9 min)
Tia Ciata –  Mariana Campos e Raquel Beatriz (RJ 25 min)
Continente Perdido –  Gustavo Duarte e Panthera Leo (RJ 12 min)
Jaiz –  Sofòcles Bolovzsxcksziik e Cleyton Xavier (RJ 18 min)
Só Por Hoje –  Sabrina Garcia (RJ 19 min)

PANORAMA LATINO-AMERICANO – 29 FILMES
Carla –  Lucía Dobal (Argentina 11 min)
El Capital –  Matías Alejandro Gamio (Argentina 14 min)
Hasta Aquí Todo Va Bien –  Ernesto Lozano (Colômbia 20 min)
Damiana –  Andrés Ramírez Pulido (Colômbia-Brasil 14 min)
Yucas –  Hector Ochoa (Colômbia 13 min)
Jabalí –  Xabier Irigibel Uriz (Costa Rica-Espanha 20 min)
Naranjita –  Carla Gutiérrez Yáñez (Argentina 13 min)
Chanel –  Humberto Vallejo (República Dominicana 10 min)
Cangrejo Ermitaño –  Alejandro Ramírez Collado (México 12 min)
Licuar La Nada –  Kevin Raul Zayat (Argentina 20 min)
Relato Familiar –  Sumie García (México 20 min)
El Hombre de Cartón –  Michael Labarca (Venezuela-França 12 min)
Love –  Ignacio Oyuela (Argentina-China 11 min)
El Bidon –  Diego Cendra Woodman (Peru e Argentina 14 min)
Agua Fria –  Sebastián Andrés Soto Salas e María Graciela Lopéz Salazar (Chile 24 min)
Atrito –  Diego Lima (PB 18 min)
Formas de Voltar para Casa –  Rafael Ramos (AM 16 min)
Algo do que Fica –  Benedito Ferreira (GO 23 min)
Meninos e Reis –  Gabriela Romeu (SP 16 min)
Simbiose –  Júlia Morim (PE 20 min)
Chapéu de Bico –  Ricardo Saraiva (SP 18 min)
Labor –  Thiago Moulin (ES 14 min)
Zaragata –  Daniel Fernandes (GO 10 min)
Crônicas do meu Silêncio –  Beatriz Pessoa (SP 9 min)
Samba de Cacete: Alvorada Quilombola –  André dos Santos, Artur Dutra (PA 26 min)
Sem Abrigo –  Leonardo Remor (RS 20 min)
O Lamento da Serpente –  Guilherme da Costa (MG 16 min)
Valentina –  Estevão Meneguzzo e André Felix (RJ 17 min)
Juliana na Cinemateca –  Diego Quindere de Carvalho e Estevão Meneguzzo (RJ 16 min)

FORA DE COMPETIÇÃO

NOITE DE ABERTURA
Salada Russa –  Eileen Hofer (Suíça 25 min)
The Dead Fish Story –  Marion Naccache (França-Brasil 5 min)
Die Kunst, Meine Familie und Ich. –  Johannes Bachmann (Suíça 15 min)
A Ilha do Farol –  Jo Serfaty, Mariana Kaufman (RJ 23 min)
Ruído –  Gabraz Sanna (RJ 14 min)

NOITE DE ENCERRAMENTO
A Aventura do Marasmo – Partes 1 a 5 , de Christian Caselli (RJ 19 min)

FOCO SUÍÇA – 18 FILMES
Zimmer 606 –  Peter Volkart (15 min)
Alfonso –  Jan-Eric Mack (19 min)
Man Kann Nicht Alles Auf Einmal Tun, Aber Man Kann Alles Auf Einmal Lassen –  Marie-Elsa Salgado (15min)
Sgualdo (15 min)
Millimeterle –  Pascal Reinmann (15 min)
En Août –  Jenna Hasse (9 min)
Parvaneh –  Talkhon Hamzavi (24 min)
Le Bal des Sirènes –  Carmen Jaquier (23 min)
Julian –  Julia Furer (20 min)
Baggern –  Corina Schwingruber Ilić (12 min)
Kanton Jugoslawien –  Nikola Ilić (16 min)
Tišina Mujo –  Ursula Meier (Suíça-França-Bosnia e Herzegovina-Alemanha-Itália-Portugal – 11 min)
O Som Da Casa –  Maxime Kathari (14 min)
Nuestro Mar –  Eileen Hofer (Suíca-Cuba – 15 min)
Kod Ćoška –  Nikola Ilić, Corina Schwingruber Ilić (15 min)
Pezcal –  Pablo Briones (Suíça-Espanha -11 min)
Al Surat Al Mustaquim –  Auby El Hout e Fouad Alaywan (Suíça-Líbano 15 min)
Un Mundo Para Raúl –  Mauro Mueller (Suíça-Estados Unidos – 15 min)
Kacey Mottet Klein, Naissance D’un Acteur –  Ursula Meier (14 min)

MOSTRA FROM HELL – 7 FILMES
Sol –  Carlos G. Gananian (SP 14 min)
Rosalita –  Luciano de Azevedo (MG 18 min)
Espresso –  Quico Meirelles (SP 10 min)
Ultima Puella –  Jota Bosco (PE 8 min)
Mar de Monstro –  Isabella Raposo (RJ/MG 18 min)
Mesa pra dois –  Marcos DeBrito (SP 4 min)
Casulos –  Joel Caetano (SP 13 min)

MOSTRA EM TRÂNSITO – 7 FILMES
Cosme –  Luciano Scherer (Brasil-Alemanha 14 min)
Lo que me queda –  Julia Menna Barreto e Sofia Cabanes (Brasil-Cuba-Espanha 12 min)
Meu pai Adonai –  Luiz Fernando F. Machado (Brasil-Itália 14 min)
Manual –  Letícia Simões (Brasil-Cuba 7 min)
Rei –  Alfeu França (RJ 14 min)
Gary –  Marina Thomé (Brasil-Estados Unidos da América 10 min)
Boricua – O Grito de Sunset Park –  Vito Ribeiro (Brasil-Estados Unidos da América 17 min)

Vamos falar mais sobre o Superman

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *