Posts Relacionados

Dennis Villeneueve, diretor de A Chegada e Incêndios será o diretor do novo reboot da série de livros de ficção Duna de Frank Herbert. Durante uma entrevista ao site americano Yahoo Dennis afirma “Estou tentando fazer a adaptação dos meus sonhos. Eu não terei nenhuma conexão com a versão de David Lynch (1984). Voltarei para os livros e para as imagens que tive quando os li”.
Vale acrescentar que em 2000 o canal SyFy (na época Sci-Fi Channel) produziu uma minissérie para televisão em três partes, chamada Frank Herbert’s Dune. Os três episódios somam 265 minutos (a versão do diretor tem 295). Em 2003, foi lançada uma sequência, Frank Herbert’s Children of Dune (combinando o segundo e terceiro livro), com 266 minutos.
O documentário Jodorowsky’s Dune de 2013 do diretor Alejandro Jodorowsky discute a tentativa de realizar a adaptação do romance de ficção científica Duna, em 1975, e mostra como foi a pré-produção do ambicioso projeto que não foi concluído. Vamos torcer para que essa nova adaptação faça justiça ao premiado livro.

No Brasil o filme Duna dos anos 80 estreiou nos cinemas em 22 de Março de 1985

A versão dos anos 80, apesar de alguma inconsistências com relação ao livro fez bastante sucesso, prova que o tema é excelente e universal. Parte desse sucesso é devido a trilha sonora Brian Eno e as cenas no deserto.

Confira abaixo clip gravado no extinto programa Realce, com os devidos problemas dos VHSs antigos. Típico.

 

 

Confira o trailer da versão de Lynch.

 

O site Pastel Nerd fez uma matéria incrível e apaixonada pela obra, clique aqui para conferir.

Duna (no original em inglês Dune) é um romance de ficção científica do escritor americano Frank Herbert (1920-1986), publicado originalmente pela editora Chilton Books nos Estados Unidos em 1965. Vencedor do prêmio Hugo de 1966, Duna é considerado o livro de ficção científica mais vendido de todos os tempos. Independentemente de seu sucesso comercial, Duna é continuadamente apontada como uma das mais renomadas obras de ficção e fantasia já lançadas, e um dos pilares da ficção científica moderna. Consistindo no início da série Duna, a estória contida no livro é expandida em outros cinco livros e um conto, todos escritos por Herbert, além de mais de uma dúzia de outros livros, escritos pelo filho do autor, Brian Herbert, em parceria com o também escritor americano Kevin J. Anderson (todos eles desenvolvidos e publicados posteriormente a morte de Frank Herbert).

Duna se passa em um futuro distante no meio de um império intergaláctico feudal em expansão, onde feudos planetários são controlados por Casas nobres que devem aliança à casta imperial da Casa Corrino. O livro conta a história do jovem Paul Atreides, herdeiro do Duque Leto Atreides e da respectiva Casa Atreides, na ocasião da transferência de sua família para o planeta Arrakis, a única fonte no universo da especiaria melange. Em uma história que explora as complexas interações entre política, religião, ecologia, tecnologia e escolhas e consequências em alicerce às emoções humanas, o destino de Paul, sua família, seu novo planeta e seus habitantes nativos, os subestimados fremen, assim como o destino do Imperador Padishah, da poderosa Corporação Espacial à seu serviço e da misteriosa ordem feminina das Bene Gesserit, acabam todos interligados em um confronto que mudará o curso da humanidade.

Frank Herbert fez uma grande inovação em Duna ao rechear o romance de citações/elementos que remetem a paradoxos filosóficos, religiosos e psicológicos, e que até então nunca haviam sido usados na literatura de ficção em geral. Além desses temas, Duna trata também de aspectos importantes da ecologia e da biologia. O ambiente de Duna é notável por não possuir computadores, já que a religião do Império proíbe o uso de máquinas pensantes, temendo que estas possam destruir a humanidade. Todo o trabalho de cálculos complicados é feito pelos Mentats, homens treinados desde a infância para usarem suas mentes como computadores.

Reprodução wikipedia.

Compre o livro na amazon: bit.ly/estradaparayellowrose

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *