Posts Relacionados

Carmilla – a vampira de Karnenstein ganha nova edição destinada a amantes e colecionadores da literatura gótica e mostra o porquê é uma obra atemporal

Preparem-se fãs da literatura de terror! A mais aterrorizante das vampiras ganhou uma nova edição pelo selo Via Leitura, da Edipro. A diagramação da capa transforma a obra em item indispensável para os colecionadores.

Carmilla – a vampira de Karnenstein antecedeu e influenciou muito o Drácula de Bram Stoker. Com este clássico, o autor Joseph Sheridan Le Fanu tornou as criações vampirescas uma mania e, ainda, a frente de seu tempo, deu vida à primeira vampira lésbica da literatura.

Umas das mais importantes obras do gênero gótico, Carmilla traz muitas inovações e criou um arquétipo que se cristalizou no imaginário dos fãs ao longo dos séculos.

Aliás, não é um livro sobre vampiros, mas sobre A Vampira. A lasciva personagem que dá título ao conto tornou-se uma das mais impactantes figuras da literatura vampiresca na história.

A obra é narrada por Laura, jovem que vive isolada com o pai em um castelo na Estíria – região do antigo império Austro-Húngaro. Uma hóspede inesperada, entretanto, despertará os sentimentos amorosos da jovem Laura, ao mesmo tempo em que lhe trará terror por desencavar antigos pesadelos da infância.

Carmilla é um conto sobre sedução e horror, criaturas ancestrais e o despertar da maturidade, amor e repulsa. Um clássico excitante para os amantes do gênero.

Ficha técnica:
Editora: Via Leitura
Gênero: Literatura
Edição: 1ª edição, 2018
Tamanho: 14×21

Sobre o autor: Joseph Sheridan Le Fanu (1814-1873) foi um dos pioneiros na literatura de horror e de mistério da era vitoriana. Nascido em Dublin, Irlanda, estudou na prestigiada Trinity College. Começou sua carreira literária publicando pequenos contos em revistas, mas logo tornou-se um dono de jornais de sucesso. Caindo em depressão após a morte da esposa, passou anos sem publicar, até que em 1861 tornou-se dono e editor da Dublin University Magazine. Os contos publicados por ele na revista seriam reunidos posteriormente em coletâneas em livros.

Vamos falar mais sobre o Superman

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *