Posts Relacionados

Leia a primeira parte do artigo sobre a origem do personagem.

Um início complicado!

O personagem Capitão Marvel durante muito tempo foi mais popular do que o Superman. Principalmente nos anos 1940. O grande motivo era pelo fato do herói ser um jovem capaz de se transformar em um adulto, o que atraia os leitores mais novos, uma identificação diferente que estas pessoas tinham com o Superman, que era mais paternal. A partir de agora, com uma simples palavra, elas poderiam ser O Mortal mais Poderoso da Terra!

Uma curiosidade para esta época, é que o Capitão era tão famoso, que influenciou Elvis Presley a fazer modelos de roupa parecidos com o uniforme para ir ao palco. E essa informação foi feita por James Robinson, autor de HQs e criador da série Leave It to Chance, vencedora do Eisner Award de “Melhor Nova Série” em 1997.

    “O Elvis Presley queria um corte de cabelo único e nos anos 1950, mais precisamente em Memphis, ele não conseguia porque era tudo curto, naquele estilo atrás e dos lados. O que ele acabou fazendo, foi ir até salões de cabeleireiros de mulheres com cópias das HQs do Capitão Marvel Júnior, mostrando o que ele queria e acabou tendo esse visual. E quando você olha as fotos com capa, em Las Vegas, é só colocar o vermelho e ouro do Capitão Marvel ou o ou azul e ouro, do Capitão Marvel Jr e já tem uma visão de como ele era fã.”

Mas nem tudo eram glórias para Billy e o Capitão. Além de ter sofrido com os processos da DC por plágio, anos depois ela também sofreria nas mãos da Editora Marvel devido ao nome do personagem.

Além de sofrer com os poderes, a DC também acusou de plágio a capa da revista, pois ela usava a mesma ideia da Revista Action Comics

Logo após cancelar o título, a Fawcett anos depois vendeu os direitos do Capitão Marvel para a DC, que o trouxe a vida novamente nos anos 1970. E foi aqui que a Marvel entrou com os processos, agora contra a DC. A solução da casa do Superman foi manter o nome original do personagem nas histórias, mas alterando o título das HQs com o nome do feiticeiro que deu os poderes a Billy, Shazam.

E isso em vez de ajudar, mais atrapalhou os leitores durante décadas, pois trazia mais confusão sobre a identidade do alter-ego de Billy, se ele era Shazam ou Capitão Marvel. Isto só foi solucionado no século XXI, quando a DC estabeleceu que o personagem se chamaria Shazam em definitivo. Isto aconteceu no reboot dos Novos 52. Abaixo um vídeo da  nova origem do herói pelo Nerd All Stars.

Nas mãos da DC o personagem ganhou novas histórias, onde agora ele morava em Fawcett City. O nome da cidade foi uma homenagem a antiga editora do Mortal mais Poderoso da Terra. Além disso teve seu próprio mundo no multiverso da DC, a Terra-S, que foi destruída na saga Crise nas Infinitas Terras de 1985, junto a todo multiverso. Pós Crises, a família do Capitão Marvel juntou-se ao lado da Sociedade da Justiça na Terra-2, onde também ficaram personagens da Charlton Comics como Besouro Azul, Capitão Átomo e Questão.

O Adão Negro

A mitologia do Shazam teve muitas mudanças durante os anos, mas nada muito radical. Quem teve uma mudança mais significativa foi um dos maiores inimigos do herói, Adão Negro. Após ser integrado ao Universo DC, o antagonista foi reinventado como um trágico anti-herói, cujo interesse se destaca dos seus adversários. Esta visão trouxe grandes histórias ao Adão, inclusive com uma família, casando-se com Ísis.

Adão Negro e Ísis

A primeira aparição da nova versão da heroína nos quadrinhos aconteceu em 2006. Ela era uma refugiada egípcia chamada Adrianna Tomaz. Logo após ser escravizada, ela é dada como um presente ao Adão Negro.

Adão após a conhecer um pouco mais, a liberta e é surpreendido pela coragem e fortes pontos de vista que ela possui a respeito do mundo, fazendo o personagem mudar sua opinião sobre as sociedades do planeta. Por este motivo, Adão entrega o Amuleto de Ísis para ela, dando assim poderes mágicos da Deusa para Adrianna que agora pode se transformar na heroína. Os dois viveram em paz até a primeira morte da personagem.

Na versão Novos 52, os poderes de Adão Negro não vem dos diversos deuses, mas sim do próprio Mago Shazam. Ele também não é um príncipe quando conheceu o mago, mas sim um escravo fugitivo. Apenas após sua primeira morte/derrota para Billy Batson ele é ressuscitado e desta vez ganha os poderes dos Deuses.

Na TV de várias maneiras

Os mais antigos lembram muito mais da série dos anos 1970. Mas existiu uma série com 12 episódios chamado “Adventures of Captain Marvel“, com Tom Tyler como Captain Marvel e Frank Coghlan Jr. como Billy Batson. A série foi criada em 1941 pela Republic Pictures. Em 1943, Capitão Marvel ganhou um programa de rádio, com a participação do ator Burt Boyer.

O que muitos não sabem, é que o Capitão chegou nas telas antes do Superman. O herói da DC ganhou curtas animados em 1941, mas em pele e osso, apenas em 1951 com George Reeves, intitulado “Superman and the Mole Men.

Em 1974, veio o grande sucesso através da Filmation, com 78 episódios. A exibição foi de 1974 até 1977 pela norte-americana CBS. Durante este período, a série era chamada apenas de Shazam. A partir de 1975 até 1977, passou a ser chamada de The Shazam!/Isis Hour, e incluindo The Secrets of Isis. A série Poderosa Ísis como era chamada no Brasil, contava a história de uma super heroína do antigo Egito, ressuscitada no corpo de uma professora de escola, como a segunda metade do programa.

 

Jackson Bostwick
Poderosa Isis

No Brasil, Capitão Marvel passou pela Rede Globo em 1975. Entre 1986 e 1987, a série foi exibida pelo SBT e no programa “Bozo“, em 1989.

Os personagens eram interpretados por Michael Gray (Billy Batson), enquanto que Capitão Marvel foi vivido primeiro por Jackson Bostwick, e depois por John Davey. A atriz Joanna Cameron apareceu como Ísis e o seu alterar-ego Andrea Thomas, em três episódios de Shazam!, e Davey de mesmo modo apareceu como Capitão em três episódios de Ísis.

Além dos seriados sendo o personagem principal, o herói teve várias participações importantes em outros seriados, como nas animações Justice League Unlimited, Young Justice, Batman: The Brave and the Bold, filmes animados lançados diretamente para DVD como Superman/Batman: Public Enemies, Justice League: The Flashpoint Paradox, Superman/Shazam: The Return of Black Adam, além dos dois dois games Injustice: Gods Among Us e Injustice 2.

Injustice: Gods Among Us

 

E finalmente os Cinemas!

Para satisfação dos fãs do Shazam, a Warner Bros. anunciou um filme do herói para abril de 2019. O longa é dirigido por David F. Sandberg (“Annabelle 2 – A Criação do Mal”) e estrelado por Zachary Levi (série de TV “Chuck”), como o herói da DC, Asher Angel (série de TV “Andi Mack”), como Billy Batson, e Mark Strong (filmes “Kingsman”) no papel do supervilão Dr. Thaddeus Sivana. Peter Safran (do ainda inédito “Aquaman” e filmes “Invocação do Mal” e “Annabelle”) é o produtor do longa.

A história

Todos temos um super-herói dentro de nós, só é preciso um pouco de magia para trazê-lo à tona. No caso de Billy Batson (Angel), basta gritar uma palavra – SHAZAM! – para que esse esperto jovem adotivo de 14 anos possa se transformar no super-herói Shazam adulto (Levi), cortesia de um antigo mago. Ainda com um coração de criança – mas em um corpo sarado e divino – Shazam se aproveita desta sua versão adulta para fazer o que qualquer adolescente faria com superpoderes: divertir-se com eles! Ele pode voar? Tem visão de raio-X? Pode atirar um raio de suas mãos? Pode ignorar sua prova de estudos sociais? Shazam se propõe a testar os limites das suas habilidades com a alegre imprudência de uma criança. Mas ele precisará dominar esses poderes rapidamente para lutar contra as forças mortais do mal controladas pelo Dr. Thaddeus Sivana (Strong).

Zachary Levi será o Shazam nos cinemas

O elenco de Shazam! também conta com Jack Dylan Grazer (“IT – A Coisa”) como Freddy, o melhor amigo de Billy e grande entusiasta do super-herói, e que também é parte da família adotiva que inclui Mary, interpretada por Grace Fulton (“Annabelle 2 – A Criação do Mal”); Darla, interpretada por Faithe Herman (série de TV “This is Us”); Eugene, interpretado por Ian Chen (série de TV “Fresh Off the Boat”); e Pedro, interpretado por Jovan Armand (série de TV “Hawaii Five-O”). Cooper Andrews (série de TV “The Walking Dead”) e Marta Milans (série de TV “Killer Women”) são Victor e Rosa Vasquez, os pais adotivos, com Ron Cephas Jones (série de TV “This is Us”) como o Mago.

Conheça o 501 Legion st Divisão Brasil Star Wars

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *