Posts Relacionados

PRODUZIDO PELA BOSSA NOVA FILMS, LONGA BASEADO NO ROMANCE HOMÔNIMO DE RUBEM FONSECA COMEÇA A SER FILMADO EM AGOSTO. ROTEIRO É ASSINADO PELA DIRETORA E POR PATRÍCIA MELO

Projeto da cineasta Suzana Amaral, “O Caso Morel”, produzido pela Bossa Nova Films, será protagonizado por Rodrigo Lombardi e Maria Casadevall. As filmagens do longa, que tem roteiro assinado pela escritora Patrícia Melo e pela própria Suzana, estão marcadas para agosto deste ano.

Aos 89 anos, Suzana Amaral – a consagrada diretora de “A Hora da Estrela”, longa indicado ao Urso de Ouro e vencedor do prêmio da crítica no Festival de Berlim de 1986 – levará às telas de cinema “O Caso Morel”, romance policial de Rubem Fonseca publicado em 1973 que recebeu o Prêmio Camões de Literatura, em 2003. Na trama, um artista plástico se torna o principal suspeito no assassinato de uma de suas três mulheres.

Com codireção de Jean Paulo Lasmar, o projeto é vencedor do edital de coprodução entre Brasil e Argentina, operado pela Ancine e pelo Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales. Para “O Caso Morel”, a Bossa Nova mais uma vez se associa à produtora argentina El Campo Cine, de Diego Lerman – diretor do recém-lançado no Brasil “Uma Espécie de Família”.

SOBRE BOSSA NOVA FILMS

A Bossa Nova Films é uma produtora independente atuante no mercado audiovisual brasileiro e internacional desde 2005. Com foco voltado ao aprimoramento artístico de seus talentos, através do fomento de uma estrutura de criação e inovação, a Bossa realiza um trabalho que abraça as diversas linguagens audiovisuais e plataformas.

Com a expertise de um time multi-identitário, a Bossa Nova Films já produziu 11 longas-metragens com títulos próprios, como “De onde eu te vejo” (2016), de Luiz Villaça; “Tropicália” (2012), de Marcelo Machado; “Além do homem” (2018), de Willy Biondani – com estreia prevista para junho  – e coproduções internacionais exibidas e premiadas em grandes festivais pelo mundo, como “Ausência” (2014), de Chico Teixeira; “Violeta foi para o céu” (2012), de Andrés Wood; e “Uma Espécie de Família” (2017), dirigido por Diego Lerman.

Simultaneamente aos longas-metragens, a produtora também tem forte atuação no segmento televisivo, sendo responsável por séries como “3 Teresas” (2013) e “Vizinhos” (2015), ambas de Luiz Villaça para o GNT; “Tô de Graça” (2017), para o Multishow, e outros diversos conteúdos presentes nas grades de HBO, TV Globo, TV Record, TV Cultura, FOX, ESPN, Discovery Channel, entre outros canais.

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *