Posts Relacionados

Parece que foi ontem há 22 anos atrás que Tom Cruise estreou a primeira versão cinematográfica da aclamada série de TV de Bruce Geller, Missão Impossível.

Esse sexto filme dirigido por Christopher McQuarrie ganhou um novo fôlego no roteiro e uma necessidade de urgência como nunca visto anteriormente. Prepare-se para emoção de nível máximo em 3D com efeitos e resultado que vale cada segundo.

Como é prático desde a série de TV, o agente secreto recebe a sua missão e toda a explicação base no que acontecerá durante todo o filme.

É muito importante que você não perca esses minutos iniciais e principalmente preste muita, mas muita atenção ao mínimo detalhe da cena.

Tom Cruise fez grande parte das cenas de ação

Ethan Hunt e seus amigos fazem parte da agência secreta Impossible Missions Force, ou IMF para os íntimos, e mais uma vez tem que salvar o mundo de um perigo maior, reunindo a sua equipe para cumprir a missão, caso a aceite, – aliás sabemos que eles sempre aceitam… Só que dessa vez a missão não saí exatamente como planejada e eles tem que partir para o plano B, que também não dá muito certo, com consequências e revelações dignas de Sherlock Holmes até chegar depois de muitas reviravoltas de prender o fôlego do telespectador ao plano Z em uma das sequências mais incríveis da franquia.

Não somente pelas fantásticas e realistas cenas de ação, mas também pela direção e elementos chaves do roteiro que fazem jus a constate melhoria ano após ano. Onde além disso existe uma interação e humanização dos personagens como sempre.

Henry Cavill é Walker, um agente durão peso pesado, um dos destaques dessa nova produção em um papel totalmente diferente do que estamos acostumados. O novo Super-Homem saiu-se muito bem nesse novo papel e foi bastante interessante vê-lo ao lado do veterano Cruise.

Angela Basset é a chefe durona Erica Sloan, que em determinados momentos apesar de pouco tempo em cena, foi o que Amanda Waller não foi em Esquadrão Suicida, um ponto extra pela volta de Rebecca Ferguson que apesar de ter uma participação menor como Ilsa Faust foi de fundamental resultado para o desfecho da história, e para equilibrar toda a tensão Simon Pegg sempre brilhante em seu papel de alívio cômico.

 

 

Os outros personagens não sobressaíram, mas foram de importante necessidade para o bom resultado do um todo, e tudo regido com maestria pelo diretor que arriscou-se em mostrar novas tomadas de câmera, alternativas de roteiro inéditas e principalmente deixando todos os clichês da franquia presentes.

E falando em clichês, apesar do filme ser autoexplicativo, em alguns momentos, talvez seja necessário que o “marinheiro de primeira viagem” tenha o mínimo conhecimento do que aconteceu no filme anterior para maior entendimento na trama.

E se prepare, você vai querer assistir novamente só para conferir de novo cada momento desse mistério resolvido e apreciar de novo o que é considerado o melhor filme no gênero no cinema, sem dúvida.

 

Em ‘Missão Impossível: Efeito Fallout’, Ethan Hunt (Tom Cruise) e sua equipe do IMF (Alec Baldwin, Simon Pegg, Ving Rhames), na companhia de aliados conhecidos (Rebecca Ferguson, Michelle Monaghan), estão em uma corrida contra o tempo depois que uma missão dá errado.

O elenco conta com Tom Cruise, Rebecca Ferguson, Simon Pegg e Alec Baldwin, ao lado das novidades Henry Cavill, Vanessa Kirby e Frederick Schmidt. Ainda não há detalhes sobre a trama.

O filme tem estreia agendada para 26 de julho de 2018.

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments