Posts Relacionados

Pauline acaba de herdar uma casa de sua tia e então decide morar lá com suas duas filhas, Beth e Vera. Mas, logo na primeira noite, o lugar é atacado por violentos invasores e Pauline faz de tudo para proteger as crianças.

Nos últimos anos os filmes de suspense e terror aumentaram em grande número. Dos temas sobrenaturais, slashs e os terrores urbanos.

Em sua maioria são filmes esquecíveis, outros que divertem mas que com o tempo também ficarão perdidos como apenas mais um lançamento.

E A Casa do Medo: Incidente em Ghostland é um filme interessante. Ele segue o estilo de terror sem ser sobrenatural. Aqui os “monstros” são pessoas e os “demônios”, nossos medos mais íntimos.

Está longe do estilo Jason ou Michael Myers e mais para A Morte Pede Carona, com vilões reais e mortais em todos os sentidos, já que eles podem se machucar e acabam tornando-se vulneráveis também. O grande trunfo deste tipo de personagem é a destruição psicológica que eles fazem em suas vítimas.

Infelizmente em A Casa do Medo, estes vilões ficam devendo um pouco. E isso por causa da direção e roteiro que focam muito mais em suas protagonistas.

A dupla adolescente segue o clichê da irmã chata e a outra boazinha mas que é incompreendida e que já sabemos onde isso dará.

Independente destes pontos negativos, a trama segue interessante com boas mudanças – não reviravoltas -, onde se não prestarmos atenção aos diálogos e pistas colocadas em jornais, fotos, quadros entre outros, podermos ficar totalmente perdidos. E este é um dos grandes trunfos do filme.

Ele não está apenas no sadismo com que as personagens são tratadas, mas sim no terror psicológico e seus traumas. E também em ficarmos perdidos no espaço e tempo ao não sabermos se o que está acontecendo é real ou apenas fruto da imaginação.

E o maior medo está aí. Se as partes boas são a realidade e as ruins apenas devaneios, como não saber se está ficando louco? E se o contrário também pode acontecer, como evitar que isto aconteça para poder sobreviver?

O final deixa uma dúvida interessante na frase da protagonista sobre a realidade.
A Casa do Medo: Incidente em Ghostland pode não ser um dos melhores filmes de terror dos últimos anos e não tem essa pretensão. Mesmo assim vale assistir.

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments