FINAL DE TEMPORADA – 17/12, segunda-feira, 20h

 

Terceira temporada de Até Que a Morte nos Separe termina nesta segunda

Até Que a Morte Nos Separe , uma das séries brasileiras de maior sucesso do A&E, encerra hoje sua terceira temporada. Uma coprodução com a Prodigo Films, a série aborda, a cada episódio, a investigação de um crime passional, que aconteceu no Brasil de 2004 a 2012. Em comum, os crimes têm uma linha tênue entre paixão e ódio; e os casos apresentados, em sua maioria feminicídios, foram julgados no tribunal e testam os limites da compreensão humana.

Inspirados nos filmes e seriados policiais dos anos 50 e 60, como se houvesse um detetive à frente das investigações, os episódios apresentam as versões dos dois lados, com depoimentos de familiares, amigos, psiquiatras forenses, juristas, advogados, promotores, detetives, jornalistas e psicólogos. A narração ficou a cargo do músico e ator Paulo Miklos, ex-integrante da banda Titãs.

No último episódio da temporada, A última visita, em João Pessoa, a professora Briggida é encontrada morta em seu apartamento depois de um encontro com Gilberto, o ex-marido. Horas antes, ela havia avisado uma vizinha que ele viria e que ela estava com medo. As investigações começam e os primeiros depoimentos mencionam telefonemas de Gilberto para membros de sua família e para a ex-sogra no dia do crime, em que ele falava que havia feito uma besteira, e pedia para mandar socorro para a casa da ex-mulher; e que ia se matar.

Classificação indicativa: 16 anos

 


ESTREIA – 17/12, segunda-feira, 22h30

Longa brasileiro inédito Toro é o destaque da faixa A&E Movies

Fantasmas do passado são o mote de Toro, estreia de hoje da faixa A&E Movies. Carlão (Rodrigo Brassoloto), um detetive mais conhecido como “Toro”, vive atormentado pelas lembranças de sua antiga vida de crimes. Em liberdade, após ter sido afastado de sua corporação e preso, ele agora trabalha como motorista de táxi para se sustentar. No entanto, perseguido pelas memórias de seu passado, ele precisa seguir adiante, enquanto lida com seus antigos e novos problemas.

Toro (Idem, 2016, BRA)
Gênero: crime, drama
Direção: Edu Felistoque
Elenco: Priscilla Alpha, Rodrigo Brassoloto, Marcos Cavalcante

CI: 16 anos

 


19/12, quarta-feira, 21h35

O agente Pride é alvo de críticas pesadas na imprensa, no episódio inédito de NCIS: New Orleans

Na quarta temporada de NCIS: New Orleans , série exclusiva do A&E, o agente Dwayne Pride (Scott Bakula) e sua equipe deverão enfrentar uma série de eventos adversos para manterem-se firmes na luta contra o crime na cidade de New Orleans.

No final da terceira temporada, cansado da corrupção do prefeito Douglas Hamilton, o agente Pride o sequestrou, para confrontá-lo e fazer com que confessasse seus delitos. Assim, conseguiu revelar a rede de corrupção do político, acabando com seus planos e com a impunidade. No entanto, essa atitude trará consequências: suspenso por tempo indeterminado, Pride não poderá desempenhar suas tarefas de agente oficial da lei, o que dará a seu companheiro LaSalle (Lucas Black) uma oportunidade para brilhar, assumindo a liderança da equipe.

La Salle ainda terá de lidar com assuntos pessoais, isto é, seu relacionamento com Sonja Percy (Shalita Grant), e os sentimentos mútuos que nutrem um pelo outro, e que superam uma amizade.

A equipe de NCIS: New Orleans é formada por Pride; seu colega e amigo, o agente Christopher LaSalle; a agente especial Tammy Gregorio (Vanessa Ferlito), uma ex-agente do FBI que se juntou ao time na última temporada; a ex-agente da ATF Sonja Percy; o oficial forense Sebastaian Lund (Rob Kerlovich), um cientista brilhante que deixou o laboratório e depois de muito treinamento tornou-se um agente. Dando suporte a toda a equipe, a doutora forense Loretta Wade (C.H.H. Pounder), que é tão excêntrica quanto inteligente; e o investigador especialista em informática Patton Plame (Daryl ‘Chill’ Mitchell), um hacker animado e talentoso.

Leia mais  A&E exibe maratona da série Damien, continuação do clássico de terror “A Profecia”

No episódio de hoje, O assassinato de Dwayne Pride, um jornalista publica um artigo em que critica o “imprudente uso da justiça” de Pride, e a equipe teme as consequências que isso possa desencadear. Além disso, Rita Devereaux (Chelsea Field) adverte a Pride que a matéria é obra de alguém poderoso e que isso pode ser só o começo.

CI: 14 anos

 


20/12, quinta-feira, 16h20

Esta semana, em As Filhas da Poligamia, uma das filhas de Warren Jeffs pede ajuda para resgatar sua irmã

Algumas pessoas nascem em uma cultura de poligamia e se veem sem opção de abdicar desse tipo de vida. A única alternativa acaba sendo fugir da família. A série documental As Filhas da Poligamia (Escaping Polygamy) , exclusiva do A&E, revela o mundo da poligamia por meio de três mulheres que decidiram escapar de uma das maiores seitas dessa prática dos Estados Unidos, conhecida como Clã Kingston.

Dez anos após a fuga, elas se propuseram a ajudar outros jovens, mulheres e meninos, a se libertarem dos abusos desse estilo de vida em que também se propaga a doutrina do incesto e casamento entre parentes. Em cada episódio, de uma hora de duração, três irmãs ajudam amigos e estranhos que se encontram em várias etapas para abandonar a poligamia – alguns somente reconhecem a necessidade de sair, outros buscam ativamente uma fuga e muitos lutam para se adaptar às duras realidades desse mundo.

As três jovens irmãs, Jessica, Shanell e Andrea abandonaram valentemente o Clã Kingston, um dos grupos fundamentalistas mais fortes dentro do mundo da poligamia, localizado em Salt Lake City, Utah, e que soma mais de 200 meio-irmãos frutos desse tipo de relacionamento. O grupo, também conhecido como A Ordem, é atualmente liderado pelo próprio pai das irmãs, Daniel Kingston, que ostenta várias esposas.

No episódio inédito As filhas do profeta, Rachel Jeffs, filha do famoso líder da FLDS Warren Jeffs, pede a Amanda e Jessica ajuda para resgatar sua irmã de um complexo remoto e escondido. Enquanto isso, Ava, uma ex-integrante do clã Kingston, luta para se afastar legalmente dos pais, que querem casá-la com um primo mais velho.

CI: 14 anos

 


23/12, domingo, 22h30

A&E Movies Especial: O Melhor de 2018 apresenta

Kill Bill: Volume 1, de Quentin Tarantino

O destaque de hoje da programação especial A&E Movies: O Melhor de 2018 é Kill Bill: Volume 1 , estrelado por Uma Thurman. Após quatro longos anos em coma, A Noiva (Uma Thurman) acorda e descobre que a filha que levava no ventre desapareceu. Agora, deverá se recuperar para vingar-se de cada um dos integrantes da quadrilha de assassinos liderada por Bill (David Carradine) que a traiu – e da qual fez parte um dia. Também no elenco, Lucy Liu, Daryl Hannah e Vivica A. Fox.

Kill Bill: Volume 1 (Kill Bill: Vol. 1, 2003, EUA)

Gênero: ação, crime

Direção: Quentin Tarantino
Elenco: Uma Thurman, David Carradine, Daryl Hannah, Lucy Liu, Vivica A. Fox, Michael Madsen

CI: 18

 


25/12, terça-feira, 22h30

A&E Movies Especial: O Melhor de 2018 exibe Contra o Tempo, com Jake Gyllenhaal e Vera Farmiga

A&E apresenta nesta terça o longa de ficção científica, mistério e romance Contra o Tempo, dirigido por Duncan Jones, filho do cantor, compositor e ator David Bowie. Na trama, o soldado Colter Stevens (Jake Gyllenhaal, O AbutreDonnie Darko) assume o corpo de outra pessoa como parte de uma experiência ultrassecreta do governo, para encontrar um terrorista acusado de atacar um trem nos arredores de Chicago. Porém, ele tem apenas oito minutos para realizar sua missão.

Leia mais  AXN estreia a primeira temporada de Secrets & Lies

O elenco conta ainda com Vera Farmiga (Invocação do MalBates Motel), como a capitã Coleen Goodwin, e Michelle Monaghan (Missão Impossível: Efeito FalloutTrue Detective), como Christina Warren, a companheira de viagem de Colter Stevens.

 

Contra o Tempo (Source Code, 2011, EUA)

Gênero: ficção científica, mistério, romance

Direção: Duncan Jones

Elenco: Jake Gyllenhaal, Michelle Monaghan, Vera Farmiga

 

CI: 14 anos

 

 


26/12, quarta-feira, 21h35

Esta semana, no inédito de NCIS: New Orleans, Pride recruta uma equipe não-oficial para limpar seu nome

Na quarta temporada de NCIS: New Orleans, série exclusiva do A&E, o agente Dwayne Pride (Scott Bakula) e sua equipe deverão enfrentar uma série de eventos adversos para manterem-se firmes na luta contra o crime na cidade de New Orleans.

No final da terceira temporada, cansado da corrupção do prefeito Douglas Hamilton, o agente Pride o sequestrou, para confrontá-lo e fazer com que confessasse seus delitos. Assim, conseguiu revelar a rede de corrupção do político, acabando com seus planos e com a impunidade. No entanto, essa atitude trará consequências: suspenso por tempo indeterminado, Pride não poderá desempenhar suas tarefas de agente oficial da lei, o que dará a seu companheiro LaSalle (Lucas Black) uma oportunidade para brilhar, assumindo a liderança da equipe.

La Salle ainda terá de lidar com assuntos pessoais, isto é, seu relacionamento com Sonja Percy (Shalita Grant), e os sentimentos mútuos que nutrem um pelo outro, e que superam uma amizade.

A equipe de NCIS: New Orleans é formada por Pride; seu colega e amigo, o agente Christopher LaSalle; a agente especial Tammy Gregorio (Vanessa Ferlito), uma ex-agente do FBI que se juntou ao time na última temporada; a ex-agente da ATF Sonja Percy; o oficial forense Sebastaian Lund (Rob Kerlovich), um cientista brilhante que deixou o laboratório e depois de muito treinamento tornou-se um agente. Dando suporte a toda a equipe, a doutora forense Loretta Wade (C.H.H. Pounder), que é tão excêntrica quanto inteligente; e o investigador especialista em informática Patton Plame (Daryl ‘Chill’ Mitchell), um hacker animado e talentoso.

Em Xeque-mate – Parte 1, visando neutralizar as ações contra ele, Pride recruta uma equipe não-oficial para tentar limpar seu nome e salvar o esquadrão. Seus velhos métodos vão servir para dar um jeito nas coisas? Ou será que chegou o momento de dar um ponto final em sua carreira?

CI: 14 anos

 

27/12, quinta-feira, 16h20

No inédito de As Filhas da Poligamia, uma jovem que se libertou da seita FLDS reencontra sua mãe

Algumas pessoas nascem em uma cultura de poligamia e se veem sem opção de abdicar desse tipo de vida. A única alternativa acaba sendo fugir da família. A série documental As Filhas da Poligamia (Escaping Polygamy), exclusiva do A&E, revela o mundo da poligamia por meio de três mulheres que decidiram escapar de uma das maiores seitas dessa prática dos Estados Unidos, conhecida como Clã Kingston.

Dez anos após a fuga, elas se propuseram a ajudar outros jovens, mulheres e meninos, a se libertarem dos abusos desse estilo de vida em que também se propaga a doutrina do incesto e casamento entre parentes. Em cada episódio, de uma hora de duração, três irmãs ajudam amigos e estranhos que se encontram em várias etapas para abandonar a poligamia – alguns somente reconhecem a necessidade de sair, outros buscam ativamente uma fuga e muitos lutam para se adaptar às duras realidades desse mundo.

Leia mais  Delegação brasileira no SXSW terá 62 empresas

As três jovens irmãs, Jessica, Shanell e Andrea abandonaram valentemente o Clã Kingston, um dos grupos fundamentalistas mais fortes dentro do mundo da poligamia, localizado em Salt Lake City, Utah, e que soma mais de 200 meio-irmãos frutos desse tipo de relacionamento. O grupo, também conhecido como A Ordem, é atualmente liderado pelo próprio pai das irmãs, Daniel Kingston, que ostenta várias esposas.

Em Filhos do profeta, Raymond Jeffs, filho do famoso profeta da FLDS, pede a ajuda das garotas para tirar Isaac, seu único irmão, da seita. O time logo descobre que Isaac é monitorado por um grupo que combate invasores, e os ânimos se acirram quando o plano para libertá-lo é descoberto. Depois, Mattie, uma jovem que escapou recentemente da FLDS, se reúne com sua mãe, que ela deixou para trás na seita.

CI: 14 anos

 


28/12, sexta-feira, 22h30

Estrelado por Russel Crowe e Liam Neeson, o longa 72 Horas é o destaque da faixa A&E Movies Especial: O Melhor de 2018

 

Nesta sexta, o A&E exibe o filme 72 Horas, com direção e roteiro de Paul Haggis (Crash: No LimiteMenina de Ouro). Na trama, Lara Brennan (Elizabeth Banks, Jogos VorazesMagic Mike XXL) é acusada de assassinar seu chefe, crime que ela diz não ter cometido. Seu marido, John (Russel Crowe, Os MiseráveisDois Caras Legais), tenta de tudo para provar sua inocência, mas quando a sentença final é negativa, Lara pensa em se suicidar. Agora, John cria um elaborado plano para tirá-la da cadeia, custe o que custar.

 

O elenco de 72 Horas conta ainda com Liam Neeson (A Lista de SchindlerAs Viúvas), no papel de Damn Pennington, e Olivia Wilde (Dr. HouseVinyl),como Nicole.

 

72 Horas (The Next Three Days, 2010, EUA)
Gênero: ação, crime

Direção: Paul Haggis

Elenco: Russell Crowe, Elizabeth Banks, Liam Neeson, Olivia Wilde

 

CI: 14 anos

 

 


29/12, sábado, 20h10

A&E Movies exibe O Legado Bourne, com Jeremy Renner e Rachel Weisz

Nesta sequência de O Ultimato Bourne (2007), quando as ações de Jason Bourne ameaçam desencadear décadas de investigação em muitas agências de inteligência secretas, Eric Byer (Edward Norton, O Incrível Hulk, O Grande Hotel Budapeste), o homem que elabora os programas, decide sacrificar um deles.

Resultado: Aaron Cross (Jeremy Renner, Guerra ao Terror), um dos seis agentes da Outcome, e a investigadora Marta Shearing (Rachel Weiss,DesobediênciaO Jardineiro Fiel) fogem quando Byer tenta eliminá-los. Mas Cross prova ser um alvo muito mais letal do que Byer imagina.

O Legado Bourne (The Bourne Legacy, 2012, EUA)
Gênero: ação, aventura

Direção: Tony Gilroy

Elenco: Jeremy Renner, Rachel Weisz, Edward Norton

 

CI: 14 anos

 


30/12, domingo, 20h20

A&E Movies apresenta o drama À Procura da Felicidade, protagonizado por Will Smith

O filme À Procura da Felicidade é baseado na história real de Christopher Garner (Will Smith), um empresário de sucesso que chega ao fundo do poço quando é abandonado por sua esposa. Com a partida dela, sua sorte também se vai.

Apesar de perder a casa, seu trabalho e todo o apoio que tinha, Christopher fará tudo por seu pequeno filho (interpretado pelo filho de Will, Jaden Smith), com quem chegará a viver nas ruas, mas para quem dará uma lição de ternura, persistência e fé.

À Procura da Felicidade (The Pursuit of Happyness, 2006, EUA)
Gênero: drama, biografia
Direção: Gabriele Muccino
Elenco: Will Smith, Thandie Newton, Jaden Smith

CI: livre

Compartilhe:

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments