Nintendo, Microsoft e Sony participam do BIG Digital

17/06/2020 Off Por Surya Bueno

Em busca de novos games brasileiros, as três principais empresas do mercado de consoles estão no maior evento de games independentes do país, que começa na semana que vem em formato 100% digital

São Paulo, 16 de junho de 2020 – Nos últimos anos tornou-se algo comum ver games brasileiros, até então mais restritos ao computador e ao celular, também nos principais consoles do mercado. E essa tendência só tende a aumentar, já que , e seguem extremamente interessadas nos jogos desenvolvidos no país.

É o que mostra o , edição online do , o mais importante hub do mercado de games independentes da América Latina: , e já confirmaram que participarão do evento, onde farão dezenas de reuniões virtuais com desenvolvedores locais.

“Ao longo dos anos o vem colecionando diversas histórias de sucesso, intermediando o contato entre produtoras de jogos do Brasil e as grandes empresas do mercado”, conta Gustavo Steinberg, diretor do BIG. “E o que vemos em 2020, com o , é que este interesse pela produção nacional está maior do que nunca”.

Com apoio do programa , realizado em parceria entre (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos) e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), o é a grande vitrine da produção brasileira de jogos digitais.

 

Mais conteúdo sobre games brasileiros nos consoles

 

A vai fazer ainda uma palestra, intitulada Desenvolvimento de Games para Nintendo Switch: Uma Oportunidade Global, na qual os desenvolvedores poderão aprender sobre o processo de inscrição para se tornar um desenvolvedor do . A palestra acontece em 24 de junho, das 15h40 às 16h30, aberta a qualquer pessoa interessada em assistir.

 

Já a vai falar sobre ID@XBOX, programa de jogos independentes para os consoles da marca. Os detalhes sobre esta palestra serão anunciados em breve

 

Além disso, o vai apresentar ainda o Showcase de Jogos Brasileiros 2020. Em 24 de junho, das 18h10 às 19h40, serão apresentados conteúdos inéditos sobre 12 jogos brasileiros que chegam ao mercado ainda este ano. E quatro desses jogos sairão para consoles: (, , ), (, , ), () e (, , )

 

O acontece entre 22 e 26 de junho, e a programação completa está disponível no site oficial.

 

2020 

Devido à pandemia da Covid-19, em 2020 o terá uma edição online com cinco dias de duração. A programação se divide entre palestras gratuitas sobre a indústria de games e rodadas de negócios que colocam empresas brasileiras em contato direto com gigantes do mercado:

 

Another Indie | Braavo Capital | ByteDance | Cartoon Network | Connection Events | CV Capital | DANGEN Entertainment | Devcom Conference | Devolver Digital | Doppio Games | Dotemu | Electronic Arts, Inc. | Epic Games | Execution Labs | Facebook BR | Flanders Investment & Trade – Embaixada da Bélgica | Gamigo Group | Garena | goGame | Humble Bundle | ID@Xbox | IDA Ireland | Kowloon Nights| Konami | Mail.Ru Games Ventures | Makers Fund | Marvelous Inc. | Game Stack | Montréal International | | Nutaku Publishing | Pixtel | Poki | Roblox | Scopely Inc. | Shedofideas Game Studio | Sixense Studios | Snapchat | | Tenjin | Terra Localizations | The Powell Group | Those Awesome Guys | Tokyo Game Show | Triple Dragon | UberStrategist, Inc. | Ubisoft | Unreal | UK Department for International Trade | Valve | Vicon Motion Capture Systems | Voodoo | Wargaming | XBox | Xsolla

A realização do evento vai ao encontro dos anseios dos desenvolvedores brasileiros e latino-americanos, que estão enfrentando dificuldades para realizar negócios após o cancelamento de grande parte da agenda anual da indústria.

 

Sobre o e o BIG Digital

Desde 2012, o BIG Festival — que recebeu mais de 20 mil visitantes no ano passado — se tornou o evento de jogos B2B mais importante da América Latina, onde centenas de estúdios inovadores se conectam com publishers e investidores globais. O BIG estima que o evento do ano passado gerou US$ 65 milhões em negócios, com mais de 4 mil reuniões entre 630 profissionais do setor de 24 países durante o período do festival.

 

Sobre o

O Projeto Setorial de Exportação é um programa sem fins lucrativos, criado pela (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Digitais) em parceria com a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), com o objetivo de fortalecer a indústria brasileira de jogos digitais, capacitando e criando novas oportunidades de negócios para as empresas brasileiras no mercado internacional.

 

Sobre a Apex-Brasil

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, e visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira.