Fundo de incentivo busca aquecer mercado editorial

19/07/2020 Off Por Surya Bueno

Com inscrições até dia 30 de julho, Fundo de incentivo +LIVROS vai beneficiar autores, editoras e livrarias independentes

Uma ação inédita na história do mercado editorial brasileiro vai destinar recursos para autores, editoras e livrarias independentes de todo o país. O fundo de incentivo +LIVROS foi lançado essa semana pelo Catarse, plataforma de financiamento coletivo, que em nove anos já movimentou mais de R$ 131 milhões para diversos tipos de projetos.

A iniciativa é uma resposta do Catarse à pandemia de COVID-19, que intensificou a crise no mercado editorial, sentida especialmente a partir de 2018. De acordo com a Pesquisa Produção e Venda do Setor Editorial, feita este ano pela Nielsen Book para a CBL, o mercado editorial encolheu 20% entre 2006 e 2019.

O projeto reúne esforços de dezenas de agentes da cadeia do livro, e foi construído ouvindo mais de 600 depoimentos de quem faz e apoia campanhas do setor. Amazon, TAG Livros, Storytel, Aberst, Konduto, Pagar.me, Felsberg Advogados e as editoras Cia das Letras, Cobogó, Jambô, Editora Wish, Antofágica e o Canal Vá Ler um Livro estão entre os parceiros.

“Acreditamos que  essa iniciativa, desenhada com a colaboração de diversas mentes do mercado, pode realmente fazer a diferença nos negócios contemplados, não apenas pelo valor que será doado, mas, principalmente, pelas conexões que pretendemos estimular dentro da cadeia profissional”, afirma a diretora de Publicações do Catarse, Raíssa Pena.

O fundo +LIVROS já começou com cerca de R$ 430 mil e uma seleção de recompensas para os apoiadores da campanha (como cupons de desconto, ebooks exclusivos, mentorias profissionais), que foram articulados previamente com empresas parceiras. No entanto, para atingir a meta e impactar o maior número possível de beneficiários, é fundamental o apoio de pessoas físicas e outras marcas que queiram incentivar a produção do livro no país.

Para se inscrever, os interessados devem preencher um formulário na página da campanha, até o próximo dia 31 de julho. Podem participar autores, editoras e livrarias de todo o país que trabalhem com literatura e/ou quadrinhos, nos diversos gêneros de ficção e não-ficção. A diversidade geográfica, de linguagens, gênero e temáticas serão levadas em conta na seleção.

Quanto mais recursos a campanha arrecadar, mais profissionais e pequenas empresas serão beneficiadas. O Catarse calcula que serão contemplados pelo menos 150 autores, editoras e livrarias. As contribuições – de pessoas físicas e jurídicas – receberão contrapartidas por conta do apoio no projeto, como a inserção da marca na página de campanha e em peças de divulgação para empresas parceiras. Já para os apoiadores individuais, há uma seleção de recompensas exclusivas que vão de cupons de descontos para livros impressos, ebooks, audiobooks a mentorias profissionais.

Profissionais de referência do mercado editorial, entre os quais Felipe Castilho, Alessandra Ruiz, Bruno Mendes e Ketty Valencio, fazem parte do corpo técnico responsável pela seleção dos beneficiários. A lista preliminar dos contemplados deve ser divulgada até o dia 30 de agosto e, a lista final, até o fim de setembro, após a análise das documentações.

 

Ações de gestão e agradecimento

O documento com os termos e condições de uso do fundo sugere que os beneficiados apliquem os recursos em ações de gestão e estratégia e de agradecimento à comunidade, tais como:

 

– transformar o catálogo em e-book ou audiobook;
– investir em ações de marketing;
– abertura de loja online própria;
– pagamento de fornecedores e salários;
– doação de exemplares a bibliotecas comunitárias e escolas públicas;
– ações de incentivo à leitura;
– liberação de vouchers de desconto.


Sobre o Catarse

Fundado em 2011, o Catarse foi pioneiro em trazer o modelo de financiamento coletivo – crowdfunding – baseado em recompensas para o Brasil. A plataforma é o ponto de encontro de uma crescente comunidade de pessoas interessadas em contribuir financeiramente para trazer projetos criativos ao mundo.

Milhares de artistas, músicos, jornalistas, designers, pesquisadoras, gamers, cientistas, empreendedores, escritoras e ativistas encontram no Catarse uma poderosa ferramenta para viabilizar financeiramente seus projetos, e já movimentaram mais de R$ 130 milhões com o apoio de mais de 729 mil pessoas.

 

Requisitos (estão aptos a serem contemplados)

Editoras:
– fundadas há no mínimo 1 ano;
– não recebam patrocínio de empresas;
– com faturamento de até R$ 300 mil por ano.

Livrarias:
– fundadas há no mínimo 1 ano;
– que tenham no máximo 1 loja física e/ou 1 loja virtual;
– não façam parte de redes de livrarias (que representam uma mesma marca);
– não recebam patrocínio de empresas; 
– com faturamento de até R$ 300 mil por ano.

Autores:
– tenham se lançado no mercado há no mínimo 1 ano;
– tenham publicado e colocado à venda, no formato impresso ou digital, pelo menos 1 obra inédita nos últimos 12 meses de forma independente e/ou por meio de pequenas editoras;
– com faturamento de até R$ 81 mil por ano.

No tags for this post.