Alanea Alder | My Commander

Chega uma hora que todo livro fica “igual”. Suas histórias podem ocorrer em diferentes épocas do espaço tempo, mas ficam nas mesmices.

Principalmente livros como séries adultas. E não estou falando de histórias como 50 Tons, mas sim de livros adultos.

Livros da série Irmandade da Adaga Negra, Novas Espécies e outros com o tema sobrenatural, acabaram caindo um pouco na mesmice, com seus guerreiros conhecendo sua companheira, lutando com algo que a quer destruir, passando por altos e baixos para no final ficarem juntos.

E quando me passaram 3 páginas do livro My Commander, não aguentei de tanto rir. Vamos a sinopse do livro.

Quando o assunto dos netos surge durante a reunião semanal do círculo semanal dos matriarcas das famílias fundadoras, eles decidem procurar a Elder Bruxa para verificar se os seus filhos têm companheiras e eles ficam chocados ao descobrir que muitas das companheiras de seus filhos são humanas!
Temendo que as futuras companheiras de seus filhos acabem morrendo antes de serem reivindicadas e lhes proporcionar netos para estragar, eles se convencem de que algo deve ser feito. Depois de reunir todos os guerreiros juntos em uma cerimônia de premiação falsa, a Elder Bruxa, faz um feitiço para “puxar” as companheiras dos homens para eles, quer eles queiram ou não.
Aiden está convencido de que ele não precisa de um companheira e que essa somente ficará em seu caminho, mal sabe ele que o destino está lhe enviando! Ele conhece a sua companheira destinada, Meryn Evans, e as coisas vão por água abaixo. Nas primeiras 24 horas ela chuta, grita e bate nele deixando-o inconsciente. Eles finalmente descobrem que a vida antes de se encontrarem pode ter sido boa, mas a vida depois é perfeita, ainda que envolva batalhas com tampas de privada e acidentes com granadas de mão.

A personagem principal Meryn! Não vou falar sobre Aiden, seus irmãos e os outros guerreiros. Vou ficar nela!

Meryn é nerd! Ponto final! Este é aquele estilo de livro que se você é nerd e tem ainda receios de partir para uma literatura “hot”, pode ir sem medo. Principalmente porque “hot” é algo bem morno aqui.

Logo em seu primeiro encontro com Aiden e seus guerreiros, ela já solta a frase “Não são os andróides que procura”. Santo Star Wars Batman! E durante a história temos muitas outras referência, principalmente ao universo de um certo Doutor, além de Senhor dos Anéis e Harry Potter.

Meryn além disso é focada em sua vida. Introspectiva e não gosta de sair. Mas não é a heroína chata que cai no primeiro encontro com um homem bonito, que não sabe o que quer da vida e tantos outros clichês chatos das “mocinhas de livros”. Ela é forte, é inteligente e decidida! E é nerd e muito engraçada.

Faz um bom tempo que não pegava um livro com esta temática que me prendia tanto. E principalmente um, em que ficava rindo no metrô e trem com as pessoas me olhando. E o pior é perder a sua estação.

Para se ter uma ideia de como o livro é bom. Agora parto para o segundo livro, My Protector. E espero que a narrativa continue a crescer.

E desta vez, mudo a frase final. Nada de cortinas!

Nos vemos na próxima história! Até a próxima!

22873996
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Pinterest
  • Tumblr

PS.: Destaque para a compra no mercadinho de algo íntimo para mulheres… acho que todo homem deveria ler este livro, pois irão se sentir na pele destes guerreiros.

Adicione seu comentário

Powered by Facebook Comments

Author: Alan Uemura

Criador do site Aumanack e de outras coisinhas, anda sumido como toda celebridade mas ainda curte um cineminha

Share This Post On

Pin It on Pinterest

Curta!

Gostou? Compartilhe na sua rede social preferida!

Curta a nossa página

CLIQUE AQUI