Crítica: Quatro vidas de um cachorro


201318.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Não! Não por querermos que as pessoas façam boicote, mas sim porque o filme é chato. Agora, se você é daqueles que não liga para uma Sessão da Tarde, onde todo filme é igual, ok, pode ir porque irá, ver o mais do mesmo.

O filme conta a história de um cachorro que morre e reencarna várias vezes na Terra. Embora encontre novas pessoas e viva muitas aventuras, ele mantém sempre o sonho de reencontrar o seu primeiro dono, Ethan, seu maior amigo e o grande amor de sua vida. E acabou! O filme é cheio de clichês e as primeiras partes do filme – que são divididas em 4, por isso o título do filme -, é totalmente arrastado.

Já a segunda história é justamente a que todos viram nos vídeos da TMZ. Esta parte é rápida demais e não dá nenhum pouco para entender o que acontece com o novo dono da agora fêmea em sua segunda vida. As outras histórias seguem em um ritmo mamão com açúcar com cenas e frases motivacionais que vão correr as redes sociais e o Youtube de pessoas que procuram pelo assunto.

Nada contra vídeos e textos motivacionais, mas um filme deveria ser muito mais do que isto. Infelizmente, Quatro Vidas de um Cachorro ficará marcado mais pela cena dos maus tratos do que por alguma coisa mais profunda. E que levantem as cortinas! Até a próxima!

Adicione seu comentário


Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *