Record alcança 1000 documentários em 10 anos


Posts Relacionados

Com direção de Cavi Borges e roteiro de Ulisses Mattos,

a comédia dramática acompanha a luta  de um ator fracassado para realizar seu grande sonho: estrelar a refilmagem

de um longa de Chuck Norris lutando no Vietnã

 

Um ator fracassado herda um apartamento milionário do pai e decide vendê-lo para realizar seu maior sonho: estrelar a refilmagem nacional de um filme famoso de Chuck Norris lutando no Vietnã. Em meio a visitas de possíveis compradores, ele ainda precisa negociar os direitos da produção original, decidir se aceita um papel menor em uma série da TV a cabo e lidar com o suspeito interesse romântico de uma bela mulher. Esta é a trama de ‘O sonho de Rui’, comédia dramática independente idealizada pelo ator Pedro Monteiro, que vive o personagem-título, com roteiro de Ulisses Mattos e direção de Cavi Borges. No elenco, também estão os atores Augusto Madeira, Cadu Fávero, Pedroca Monteiro, Gabriela Estevão e outros. O longa-metragem está sendo filmado no Rio de Janeiro.

“Tive a ideia para o projeto durante uma viagem a Alter do Chão, no Pará, em 2015, mas a vontade de encarar o desafio de viver um papel maior no cinema já é antiga”, conta Monteiro que, em 2013, venceu o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante no Cine-PE, pelo papel na comédia ‘Vendo ou Alugo’, de Betse de Paula. “Assisti a muitos filmes do Chuck Norris nos anos 90 e quis usar a imagem deste ator e lutador ruivo, que virou personagem de piadas, para fazer uma trama bem-humorada mas que pudesse também discutir temas como identidade e cor da pele”.

Pedro, que também produziu e protagonizou o espetáculo “Os ruivos” para falar de preconceito racial, chamou o roteirista Ulisses Mattos para desenvolver a história de Rui. “Fiquei feliz com o convite porque o Pedro me pediu um roteiro com meu estilo de humor, nada na linha das comédias de sucesso no cinema nacional atual. Ele disse que gostaria de “risos sem dentes”, algo que eu também curto, com situações cômicas sutis”, explica Mattos que tem seu primeiro roteiro de longa filmado, depois de anos como roteirista de séries e programas de humor na TV. “A trama é um amálgama do que nós dois temos de mais estranho escondido em nossas mentes”.

A direção coube a Cavi Borges, com quem Pedro já trabalhou no filme ‘Vida de balconista’ (2009), entre outros projetos. O cineasta também celebra 20 anos à frente da Cavídeo, estabelecimento que nasceu como locadora de vídeos e hoje também atua como produtora alternativa de cinema. “Meu trabalho até agora sempre esteve mais voltado para o documentário e o drama, então está sendo um desafio bem interessante filmar um longa cômico. Eu não gosto dessas comédias exageradas e o texto que o Pedro e o Ulisses me apresentaram tem justamente o meu estilo, com humor leve e certas piadas muitos sutis”, define o diretor.

Adicione seu comentário


Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *