Posts Relacionados

Depois de passar pelo Festival do Rio 2017 e pela 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, o documentário “Cartas Para um Ladrão de Livros“, que conta a história de Laéssio Rodrigues de Oliveira, considerado pelas autoridades brasileiras o principal ladrão de obras raras do país, fará sua estreia nacional no dia 01 de março, produzido e distribuído pela Boutique Filmes, responsável pela primeira produção original da Netflix no Brasil, a série 3%.”.

Laéssio é acusado de furtar bibliotecas em pelo menos cinco estados, à procura de obras de elevado valor histórico, artístico e econômico – de fotos da corte brasileira do século 19, passando pelos primeiros mapas do país feitos a mão, a gravuras assinadas por artistas europeus, como o alemão Rugendas.

O documentário tem como ponto de partida as correspondências trocadas entre um dos diretores do filme e o próprio Laéssio, nos períodos em que ele estava preso. Ao todo, Laéssio já passou mais de dez anos detido em penitenciárias de São Paulo e do Rio de Janeiro, onde se encontra atualmente recolhido.

Resultado de um projeto de cinco anos, o longa-metragem – além de traçar um perfil da polêmica figura de Laéssio, a partir de depoimentos reveladores – levanta o debate sobre a preservação da memória do país.

Esse é o quarto longa-metragem dirigido pela dupla Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros, que assinam juntos “Entre os Homens de Bem” (2016), “Jaci – Sete Pecados de uma Obra Amazônica” (2014) e “Carne Osso” (2011).

CARTAS PARA UM LADRÃO DE LIVROS
Duração: 
96 minutos.
Gênero: documentário.
Origem: Brasil.

SINOPSE
Laéssio Rodrigues de Oliveira é considerado pelas autoridades brasileiras o maior ladrão de livros raros do país. Ao longo dos últimos cinco anos, este documentário tentou narrar sua trajetória, num percurso que inclui quatro passagens pelo sistema carcerário. Não é uma história comum a do jovem balconista de uma padaria, obcecado por papéis antigos, que passa a frequentar as altas rodas de merchants e colecionadores de arte e, em seguida, as páginas dos cadernos policiais. Ao mesmo tempo, a decisão de contá-la envolve dilemas para os quais nem Laéssio nem o próprio documentário estavam preparados. Ainda que por caminhos tortos, Laessio evidencia a necessidade de o Brasil cuidar de sua própria História.

FICHA TÉCNICA

Direção
Caio Cavechini
Carlos Juliano Barros

Produção Executiva
Gustavo Mello

Direção de Fotografia
Caue Angeli

Diretores de Arte
Fernando Jurado
Rafael Muller

Edição
Caio Cavechini

Música original
Pedro Penna

Roteiro
Caio Cavechini
Carlos Juliano Barros

Correção de cor
Luisa Cavanagh

Edição e Mixagem de Som 
Fernando Ianni

OS DIRETORES 
Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros são jornalistas e documentaristas. CARTAS PARA UM LADRÃO DE LIVRO é seu quarto filme juntos. Em 2011, CARNE OSSO, sobre trabalhadores de frigoríficos, foi selecionado em Gramado (Brasil), Fidocs (Chile) e DOK Leipzig (Alemanha), onde recebeu uma menção honrosa pelo júri da UE-OSHA.

O documatário JACI, sete pecados de uma obra amazônica, sobre a construção de uma enorme usina hidrelétrica na Amazônia, foi selecionado para o É Tudo Verdade (Brasil) e recebeu o prêmio jornalístico Gabriel Garcia Marquez Ibero-America.

Em 2016, ENTRE OS HOMENS DE BEM, sobre a luta do único deputado gay no Congresso brasileiro contra o surgimento de conservadores, recebeu um investimento da First Look Media e a supervisão de edição da vencedora do Oscar, Laura Poitras. O filme foi exibido nos mais importantes festivais brasileiros, Brasília e Rio, e agendou exibições em Itália, Portugal, Argentina, EUA e México.

Caio Cavechini é também editor-executivo do ‘Profissão Repórter’, programa semanal da TV Globo. Como repórter, participou de coberturas que vão do terremoto no Haiti à violiencia urbana no Rio de Janeiro e ao conflito na faixa de Gaza. Caio fez parte da equipe do programa indicado ao Emmy Internacional em 2012.

Carlos Juliano Barros é também escritor freelancer para revistas brasileiras, como a Rolling Stone e a Carta Capital. Foi um dos fundadores da Repórter Brasil, organização de direitos humanos e referência na luta contra a escravidão contemporânea.

CARNE, OSSO (2011)
JACI, sete pecados de uma obra amazônica (2015)
ENTRE OS HOMENS DE BEM (2016)
CARTAS PARA UM LADRÃO DE LIVROS (2017)

PRODUTOR EXECUTIVO
Gustavo Mello é o produtor do longa-metragem Cartas para um Ladrão de Livros (Globo Filmes / GloboNews), selecionado para a Mostra Competitiva do Festival do Rio. Diretor-geral e produtor executivo da série de documentários A Grande Luta (HBO), do reality show Desengaveta (GNT) e do docu-reality Lowrider Brasil (Discovery Channel). Para o Fantástico (TV Globo), esteve à frente de Eles Decidem, adaptação do formato The Audience (iTV), Residentes 1 e dos quadros do Dr. Drauzio Varella (entre 2010 e 2013), com destaque para Brasil sem Cigarro e Males da Alma. Ainda para TV Globo, assina direção-geral e produção executiva dos quadros Qual Vai Ser, Sonho Meu e Posso Ajudar (programa Como Será), além de projetos especiais para Globo Marcas, CGCOM e SporTV. Para a Universal Channel, Syfy e Studio Universal assina a produção executiva do formato original Cinelab, além de ser cocriador e produtor do spin off Cinelab Aprendiz. É também cocriador e produtor executivo de Um Dia de Chef (Food Network) e Criador de Celebridades (E! Entertainment). Seu curta Samba de Quadra foi exibido em mais de vinte festivais como É Tudo Verdade (Brasil) e DocsDF (México), levando sete prêmios.

BOUTIQUE FILMES
A Boutique Filmes é a produtora responsável pela primeira produção original da Netflix no Brasil, a série 3%. Sediada na cidade de São Paulo, a produtora é dedicada à criação e produção de conteúdos originais e formatos inovadores para diversas plataformas. De forma integrada, atua em três áreas: non-scripted, kids e ficção. Desde 2013, em três anos de atividades, a Boutique Filmes produz conteúdo de qualidade para os principais canais da TV aberta e paga, como Cartoon Network, Discovery, Discovery Kids, Fox, Globo, Gloob, GNT, HBO, History Channel, NBC Universal, Nickelodeon, Canal E!, Globonews e TV Brasil. Neste período, a produtora recebeu duas produções ao International Emmy Kids Awards: Em 2015, O Zoo da Zu (canal Discovery Kids)- indicada na categoria Pré-Escolar. Em outubro de 2016, SOS Fada Manu (canal Gloob)- indicada na categoria Animação.

Vamos falar mais sobre o Superman

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *