Posts Relacionados

A importância da música para o desenvolvimento infantil

Sancionada em 2008, mas com obrigatoriedade desde 2011, as aulas de música contribuem com a concentração, sensibilidade e a coordenação motora das crianças

Em exigência à Lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a educação básica, as escolas públicas e privadas do Brasil incluíram o ensino de música em suas grades disciplinares. O aprendizado chega às crianças através da diversão e da vivência sonora e rítmica realizada por jogos e brincadeiras.

Segundo a psicóloga e professora de canto, Sonia Polonca, a lei tem importância significativa na vida das crianças, pois “quando a música é estimulada desde a infância, a criança desenvolve com maior facilidade as ações psicomotoras, a criatividade e através de sinapses a sensibilidade musical. Nesse período os professores devem estar muito bem preparados para ensinar de forma lúdica e criativa, devem tem um planejamento, mas sempre dispostos ao improviso e a estimular as crianças para que elas aproveitem ao máximo e se divirtam durante o processo“, conta a especialista.

Além de ser terapêutica, a música também é um ótimo estimulador dos outros sentidos. Sonia explica que durante uma de suas aulas, ela colocou o teclado no chão e ministrou sua aula dali, aos poucos os bebês – de aproximadamente dois anos –  foram se organizando sozinhos em uma espécie de fila. “Eles queriam experimentar o instrumento, e isso é ótimo para eles, pois observando, tocando e ouvindo eles percebiam a diferença entre o grave e o agudo e ainda praticaram livremente a organização e socialização”.

Os benefícios da Musicalização Infantil são inúmeros. Ela é uma boa plataforma para auxiliar na educação, já que é um ótimo instrumento para desenvolver a concentração, o equilíbrio emocional e a destreza. Atua, também, como estímulo à criança no início da fala, nos gestos e ritmos, trabalhando conjuntamente a psicomotricidade e a memória, além de propiciar um crescimento saudável.

A música mexe muito com o íntimo e com o emocional de cada criança, e, o trabalho mais fantástico é estimular a integração, melhorar a comunicação, inibir a timidez ou possibilitar a conexão entre crianças com alguma síndrome ou doença. Nesse processo as crianças se soltam, quebram preconceitos e principalmente, se divertem”, afirma Sonia.

Com mais de vinte anos de experiência, Sonia tem muitas histórias, e uma delas foi quando ela participava do grupo “Terapeuta Amigo”, que tinha como objetivo realizar alguns tratamentos psicológicos com crianças autistas através da arte. Ela conta que uma de suas pacientes era muito reservada e não se comunicava com ninguém, “como essa paciente não falava e não tinha nenhum tipo de comunicação com as pessoas à sua volta, eu iniciei o tratamento cantando, e a estimulava para que ela me respondesse. Depois de um tempo, ela já conversava comigo, saíamos para passear, mas sempre nos conectávamos através da música”, completa.

 

Sobre Sonia Polonca

Com longa experiência musical, a coach vocal, Sonia Polonca iniciou sua carreira como cantora e pianista. Durante sua trajetória, trabalhou ao lado da mestra Nanci Miranda e passou pelo CLAM (Centro Livre de Aprendizagem Musical), escola do Zimbo Trio, onde fundou o departamento de voz.

Graduada em psicologia, curso que é um diferencial em seu trabalho como coach, já instruiu grandes nomes da música e da dramaturgia brasileira.

Adicione seu comentário VIA FACEBOOK

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *